Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 2 de Dezembro de 2020

0 3
:
1 3
:
2 9

Últimas Noticias

Notícias / Eleições 2020

27 Ago 2020 - 08:48

Eleições Municipais 2020: Sistema de Candidaturas – CANDex está disponível para download

O CANDex é o módulo externo do Sistema de Candidaturas (CAND) desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral. Sua utilização é obrigatória por coligações, partidos políticos e candidatos que irão, nas Eleições Municipais 2020, entrar na disputa aos ca

Redação Agência da Notícia com Assessoria

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) informa aos partidos políticos que pretendem lançar candidatos nas Eleições Municipais 2020 que o Sistema de Candidaturas – CANDex está disponível para download no site: www.tse.jus.br (ACESSE AQUI) . O Sistema referente à Eleição Suplementar para um cargo de Senador ainda não está disponível e assim que for liberado o TRE-MT informará aos interessados.

O CANDex é o módulo externo do Sistema de Candidaturas (CAND) desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral. Sua utilização é obrigatória por coligações, partidos políticos e candidatos que irão, nas Eleições Municipais 2020, entrar na disputa aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador. É por meio do Sistema que se elaboram todos os tipos de pedidos de candidaturas: coletivo, individual, vagas remanescentes e de substituição.

Por meio do CANDex, os partidos, coligações e/ou candidatos devem preencher os seguintes formulários:  Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (DRAP); Requerimento de Registro de Candidatura (RRC); e Requerimento de Registro de Candidatura Individual (RRCI). Esses documentos devem ser enviados, via Sistema, à Justiça Eleitoral até às 8 horas do dia 26 de setembro.

Embora lançados no DRAP e no RRC, alguns documentos devem, ainda, ser gravados em mídia digital e entregues pessoalmente ao juízo eleitoral da circunscrição do candidato até às 19 horas do dia 26 de setembro. A mídia deve conter os seguintes documentos do candidato: relação atual de bens; fotografia recente; certidões criminais para fins eleitorais fornecidas pelas Justiças Federal e Estadual de 1º e 2º graus da circunscrição na qual o candidato tenha o domicílio eleitoral;  pelos tribunais competentes, quando os candidatos gozarem de foro por prerrogativa de função; prova de alfabetização; prova de desincompatibilização, quando for o caso; cópia do documento oficial de identificação; e propostas defendidas, no caso de candidatos à prefeito.

Por fim, os formulários (DRAP, RRC e RRCI) deverão ser impressos, assinados e guardados pelos respectivos partidos políticos ou, no caso da coligação, pelo seu representante até o término do prazo decadencial para propositura das ações eleitorais, que versem sobre a validade do DRAP, das candidaturas ou outros fatos havidos na convenção partidária. A Justiça Eleitoral poderá, de ofício ou mediante provocação, requerer os referidos documentos para conferência da veracidade das informações lançadas.

Informações lançadas nos formulários

O DRAP, para cada cargo pleiteado, deverá ser preenchido com as seguintes informações: nome e sigla do partido político; quando se tratar de coligação majoritária o nome da coligação, siglas dos partidos que a compõem, nome, CPF e número do título eleitoral de seu representante e delegados; data das convenções; telefone móvel que disponha de aplicativo de mensagens instantâneas para citações, intimações, notificações e demais comunicações da Justiça Eleitoral; endereço eletrônico e endereço completo para o recebimento de citações, intimações, motivações e demais comunicações; endereço do comitê central da campanha; telefone fixo; lista do nome e número dos candidatos; declaração de ciência do partido ou coligação de que lhe incumbe acessar o mural eletrônico e demais meios informados para verificar o recebimento de citações, intimações, notificações e comunicações; e endereço eletrônico do sítio do partido.

Já o RRC deverá ser preenchido com os dados pessoais do candidato, dados para contato; declaração de ciência do candidato de que deverá prestar contas à Justiça Eleitoral, ainda que haja renúncia, desistência, substituição, indeferimento, cassação ou cancelamento de registro; declaração de ciência de que os dados e documentos de seu registro serão divulgados no sítio do TRE-MT; endereço eletrônico do candidato, entre outras.

Modificações para a versão 2020


As principais novidades do CANDex para as eleições deste ano são a sincronização dos dados com a Justiça Eleitoral à medida que são salvos (se houver conexão à internet); a transmissão via internet das atas das convenções partidárias; a possibilidade de transmissão, pela internet do pedido de registro de candidaturas até às 8horas do dia 26 de setembro de 2020, além de disponibilizar uma versão para treinamento. O Requerimento de Registro de Candidatura – referente às Eleições Municipais é julgado pelo juízo eleitoral do município onde o candidato está inscrito como eleitor.

A coordenadora de registros e informações processuais do TRE-MT, Ângela Queiroz, orienta os interessados que façam uma leitura prévia e integral das Resoluções TSE nº 23.609/2019 e 23.624/2020. "São normas que disciplinam sobre a escolha e o registro de candidatos para as Eleições Municipais 2020”.

Além disso, o TRE-MT irá disponibilizar, em breve, um Curso EAD de Registro de Candidaturas para o público externo.

Segurança

A partir das Eleições Municipais 2020, a segurança do processo de registro de candidaturas trouxe a obrigatoriedade do uso de chave de acesso ao CANDex para o preenchimento da ata de convenção, do DRAP e dos pedidos de registros realizados pelos partidos e coligações. O uso da chave é dispensado para o preenchimento do RRCI, feito diretamente pelo candidato escolhido em convenção e que não teve seu registro apresentado pelo partido.

Para os órgãos municipais regulares a chave de acesso ao CANDex é gerada por meio do Sistema de Gerenciamento de Informações Partidárias (SGIP). Os órgãos partidários nacional, regional e municipal poderão gerar a chave de acesso para os órgãos municipais que estiverem regularmente anotados.

Já os representantes dos órgãos municipais em situação irregular (suspensão, vigência expirada ou ausência de CNPJ), devem solicitar a chave de acesso diretamente à Justiça Eleitoral.  Para isso, deverão preencher formulário para o envio e entrega ao cartório eleitoral de sua circunscrição. A formulário ficará disponível em breve no site www.tre-mt.jus.br.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet