Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 18 de Setembro de 2020

0 5
:
5 2
:
4 0

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

27 Ago 2020 - 08:53

Gado do Noroeste de MT será livre de febre aftosa sem vacinação a partir de setembro

Município de Rondolândia e partes de Aripuanã, Colniza, Comodoro e Juína estão incluídos na normativa do MAPA

Redação Agência da Notícia com CNA Brasil

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O município de Rondolândia e partes de Aripuanã, Colniza, Comodoro e Juína entraram na Instrução Normativa nº 52, publicada em 14 de agosto pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e foram reconhecidos como livre de febre aftosa sem vacinação. A norma começa a vigorar em 1º de setembro deste ano.

“A mudança de status sanitário para livre de febre aftosa sem vacinação é um grande impulsionador econômico para o Estado, pois a carne mato-grossense alcançará mercados internacionais com melhores remunerações, que priorizam o comércio com áreas onde a vacinação contra a febre aftosa não é praticada”, avalia César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico.

O processo de transição de zonas livres de febre aftosa com vacinação para livre sem vacinação está previsto no Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa (Pnefa), conforme estabelecido pelo Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa). Os estados do Acre, Paraná, Rio Grande do Sul e Rondônia foram incluídos totalmente e, ainda, foram reconhecidas regiões do Amazonas.

Atualmente, no Brasil, apenas Santa Catarina possui a certificação internacional como zona livre de febre aftosa sem vacinação. Com isso, o ingresso de animais e produtos de risco para febre aftosa desses seis estados em Santa Catarina deve obedecer às diretrizes definidas para origem em zona livre de febre aftosa com vacinação, até o reconhecimento pela OIE como zonas livres de febre aftosa sem vacinação.

“Esta conquista é fruto de muitos anos de planejamento, engajamento da sociedade, iniciativa privada, produtores rurais, lideranças políticas e Governo do Estado e da participação dos servidores do Indea. Conta-se ainda com importante parceria com entidades ligadas ao setor pecuário, notadamente a FAMATO, ACRIMAT, ACRISMAT, SINDIFRIGO, OVINOMAT e o FESA, que por reiteradas vezes tem apoiado as medidas de prevenção contra a febre aftosa”, finaliza Marcos Catão, presidente do INDEA MT.

 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet