Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 18 de Setembro de 2020

0 4
:
1 2
:
4 7

Últimas Noticias

Notícias / Judiciário

27 Ago 2020 - 15:10

Novelli e Sérgio Ricardo fazem pedidos para voltar ao TCE e Lewandowski decidirá

RD News

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
Os conselheiros afastados do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) José Carlos Novelli e Sérgio Ricardo de Almeida encaminharam dois pedidos de extensão da decisão que autorizou o retorno de Valter Albano ao cargo. Albano foi reintegrado ontem (26) pelo presidente do TCE-MT, Guilherme Maluf.Os cinco conselheiros foram afastados por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux em setembro de 2017. Foram delatados pelo ex-governador Silval Barbosa por recebimento de R$ 53 milhões em propina.  A situação de Novelli é similar à de Albano, sendo que somente essa decisão pesa sobre o afastamento.Sérgio Ricardo já estava fora do TCE-MT desde janeiro daquele ano por outra decisão judicial, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, por suspeita de compra da vaga de conselheiro com dinheiro da corrupção. Em julho de 2017 uma nova decisão da mesma Vara proibiu o conselheiro de entrar no prédio do TCE-MT por ter supostamente tentando interferir no órgão, mesmo afastado.

A decisão que permitiu a volta de Albano foi da 2ª Turma do STF, na terça (25). O voto que conduziu a vitória do conselheiro foi dado pelo ministro Ricardo Lewandowski, que deverá redigir o acórdão e também decidir sobre os pedidos de extensão da decisão aos demais membros do TCE-MT. Além de Novelli e Sérgio Ricardo, Antonio Joaquim também pediu retorno ao cargo.

O motivo é o excesso de duração do inquérito da Ararath que investiga os conselheiros. Apesar de terem sido delatados, até hoje não houve oferecimento de denúncia pelo Ministério Público Federal em relação aos desvios no TCE-MT.

Ainda não há notícia de pedido de extensão do conselheiro Waldir Teis. Ele cumpre medidas cautelares depois de ser preso por tentar, supostamente, jogar fora cheques de empresas envolvidas na lavagem de dinheiro desviado do TCE-MT. A situação ocorreu durante busca e apreensão da 16ª fase da Operação Ararath, apelidada de Gerion.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet