Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 25 de Outubro de 2020

1 8
:
3 4
:
1 2

Últimas Noticias

Notícias / Cidades

28 Ago 2020 - 09:30

Senado aprova projeto que beneficia cidades menores

Proposta é de autoria do senador Cidinho Santos

Folha Max

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O Plenário do Senado Federal aprovou nesta quinta-feira (27) o PLP 170/2020, projeto de lei que altera as regras de recebimento do ISS (Imposto Sobre Serviços), transferindo seu destino do município do prestador do serviço para o município onde esse serviço é prestado. Na prática, o projeto, de autoria do ex-senador Cidinho Santos, redistribui o ISS, arrecadado pelas prefeituras, favorecendo os municípios menores. 

Os serviços que terão a arrecadação transferida para o destino são os de planos de saúde e médico-veterinários; de administração de fundos, consórcios, cartões de crédito e débito, carteiras de clientes e cheques pré-datados; e de arrendamento mercantil (leasing). Cidinho comemorou a aprovação. “É uma grande vitória para os municípios brasileiros. Há uma grande injustiça com a centralização desses recursos em poucos municípios que concentram empresas que atuam nacionalmente apenas para o recolhimento do ISS”, ponderou.

O projeto original (PLS 445/2017), foi modificado pelos deputados (PLP 461/2017), e por isso retornou para análise dos senadores (PLP 170/2020). A relatora, senadora Rose de Freitas (Podemos-ES), por sua vez, reinseriu grande parte do projeto original na proposta vinda da Câmara. 

A necessidade de aprovação de projeto que regulamenta o recolhimento de ISS decorre de mudanças feitas pela Lei Complementar 157, de 2016, que transferiu a competência da cobrança desse imposto do município onde fica o prestador do serviço para o município onde o serviço é prestado ao usuário final. Até dezembro de 2016, o ISS ficava com o município de origem — onde está localizado o fornecedor do bem ou serviço.

O presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) fez questão de contactar  o ex-colega de casa para parabeniza-lo pela aprovação do projeto. “Parabéns meu amigo e sempre Senador Cidinho! O senado aprovou hoje um projeto e uma luta sua pela bandeira municipalista”, disse em mensagem.

Glademir Aroldi, presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM) também se pronunciou sobre a aprovação do PLP 170/2020. “Parabéns ao senador Cidinho Santos pela aprovação desse projeto de suma importância para os municípios brasileiros.

Para Cidinho, essa é uma vitória especialmente para as cidades do interior. “Fui prefeito, presidente da Associação Mato-grossense de Municípios por duas vezes e conheço os desafios dos municípios brasileiros, sempre prejudicados pela divisão desigual dos recursos tributários”.

A atuação de Santos no Senado foi marcada por pautas municipalistas, especialmente a luta pela revisão do Pacto Federativo, e também pelos biocombustíveis, onde trabalhou na linha de frente pela aprovação do Renovabio. Em sua passagem pelo senado, Cidinho destinou mais de R$ 100 milhões aos municípios e entidades de Mato Grosso. “Lutamos pelo desenvolvimento social e econômico de Mato Grosso, com fortalecimento dos municípios e atração de investimentos que gerem emprego e renda para a população que vive neles”, finalizou.

O projeto agora segue para sanção presidencial e passa a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2021.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet