Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 19 de Setembro de 2020

1 6
:
1 4
:
3 2

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Economia

2 Set 2020 - 13:40

Juíza autoriza Ambev recolher barris de chopp e freezers de restaurante falido em Cuiabá

Produtos estavam cedidos ao Getúlio Grill em regime de comodato

DIEGO FREDERICI/FolhaMax

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
A juíza da 1ª Vara Cível de Cuiabá, Anglizey de Oliveira, autorizou a Ambev – dona das marcas de cerveja Skol, Brahma, além de outras bebidas -, a “arrecadar” refrigeradores, barris de chopp, garrafas de cerveja, e outros itens que estavam em “comodato” com o Getúlio Grill. O estabelecimento comercial, tradicional em Cuiabá, fechou as portas em outubro de 2019 e encontra-se num processo de falência.

A autorização para a retirada dos bens foi publicada na última terça-feira (1º de setembro). De acordo com informações do processo, outros bens indicados pela Ambev para restituição não teriam sido arrecadados no ato de “lacração” do estabelecimento comercial, em 2019.

“Seus bens, objeto de diversos contratos de comodato firmados com a requerida, foram arrecadados pelo administrador judicial no processo de falência da massa falida da Comercial de Bebidas e Alimento MSR Ltda Me (Getúlio Grill), com pedido de tutela de urgência para que seja declarada a indisponibilidade dos bens comodatados durante o tramitar do pedido de restituição, a fim de salvaguardá-los de terceiros em virtude de eventual morosidade processual”, pede a Ambev no processo.

A juíza reconheceu o direito da Ambev no processo. A indústria de bebidas também já avisou que, quanto aos seus bens não encontrados no momento de lacração do estabelecimento comercial, tomará “medidas cabíveis no momento oportuno”.

Existe a suspeita de que os equipamentos tenham sido levados para outro estabelecimento de um dos donos do Getulio Gril “Com efeito, tendo a Administradora Judicial reconhecido a arrecadação e a propriedade da autora de parte dos bens por esta perseguidos na presente demanda, a pretensão contida na petição inicial deverá ser parcialmente acolhida, devendo a requerente indicar o paradeiros daqueles não arrecadados. No mesmo sentido, é o parecer ministerial”, autorizou a juíza.

GETÚLIO GRILL

Em um rápido comunicado no Instagram, o restaurante Getúlio Grill, localizado na Avenida Getúlio Vargas, informou que “fechou as portas” em 2 de outubro de 2019, em Cuiabá. O estabelecimento funcionou durante 25 anos e era considerado um dos mais badalados da Capital de Mato Grosso. “Foram 25 anos de momentos especiais e inesquecíveis”, diz o comunicado de agradecimento ao público.

O Getúlio Grill fechou as portas após receber uma ordem de despejo por parte do desembargador Dirceu dos Santos, do Tribunal de Justiça. O restaurante deve mais de R$ 500 mil em alugueis aos proprietários, além de impostos do imóvel, como IPTU (Imposto Predial Territorial e Urbano).

Com o fim do point da elite cuiabana, 28 funcionários perderam seus empregos. A dívida do restaurante é estimada em R$ 1,2 milhão.

Ainda neste mês, será inaugurado um novo empreendimento no local. Trata-se do Baronês.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet