Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 25 de Outubro de 2020

1 9
:
3 6
:
3 3

Últimas Noticias

Notícias / Cidades

2 Set 2020 - 15:00

Secretário afirma que MT vive estabilização da Covid e que declínio será lento quando chegar

Wesley Santiago/Do Local - Max Aguiar

Rogério Florentino/Olhar Direto

 (Crédito: Rogério Florentino/Olhar Direto)
O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, afirmou em entrevista na última terça-feira (1º) que Mato Grosso vive atualmente o platô (estabilização) da pandemia do novo coronavírus. Isso quer dizer que o número de casos se mantém em uma constante e deverá, em um período não muito curto, começar a diminuir. Porém, isso deve acontecer de forma bastante lenta, conforme as projeções.“Este será um período longo, até que entremos no declínio, que será lento. A pandemia não acabou. A população precisa se manter vigilante, evitando grandes aglomerações, adotando medidas de distanciamento. Não dá para relaxar, apesar de termos uma situação mais confortável do que antes”, explicou o secretário.
 
Gilberto disse que a intenção do governo é evitar que se volte para um colapso como o vivido em julho deste ano quando as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) estava com quase 100% de ocupação.
 
“Precisamos que a população nos ajude. Temos as medidas não farmacológicas e também o tratamento precoce, que está sendo disponibilizado. Estamos em fase de implementação de vários leitos de UTI em outros hospitais do Estado. Vamos adicionar, em um período breve, mais 30 leitos exclusivos para Covid-19”, continuou o secretário.
 
A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (01.09), 93.929 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 2.837 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.
 
Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 251 internações em UTIs públicas e 279 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 63% para UTIs adulto e em 32% para enfermarias adulto.
 
Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19, estão: Cuiabá (18.926), Várzea Grande (7.128), Rondonópolis (6.633), Lucas do Rio Verde (4.598), Sorriso (4.570), Tangará da Serra (4.027), Sinop (3.677), Primavera do Leste (2.871), Campo Novo do Parecis (1.966) e Nova Mutum (1.931).
 
Além dos 10 leitos de UTI inaugurados na unidade regional de Cáceres, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) já ampliou outros 139 leitos de Terapia Intensiva na rede hospitalar do Estado.
 
Foram 70 novos leitos no Hospital Estadual Santa Casa, 30 no Hospital Metropolitano, 29 no Hospital Regional de Sinop e 10 no Hospital Regional de Rondonópolis. Todas ampliações da rede estadual foram feitas em estruturas que podem ser definitivas.
 
Atualmente, a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) em Mato Grosso conta com mais de 400 leitos ativos de UTI e 889 de enfermaria, exclusivos para o tratamento de pacientes com a Covid-19.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet