Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 25 de Novembro de 2020

0 8
:
0 7
:
3 7

Últimas Noticias

Notícias / Eleições 2020

9 Set 2020 - 17:30

Não me apoiou em 2018, afirma Mauro ao rechaçar aliança do DEM com Leitão

RD News

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
Ogovernador Mauro Mendes (DEM) acabou com qualquer esperança do ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) contar com seu apoio na disputa pelo Senado. E, mesmo sem citar o nome do senador tampão Carlos Fávaro (PSD), que tenta a continuidade do mandato, deixou claro que apoiará o social-democrata por reciprocidade.

Ocorre que Júlio Campos recuou da candidatura ao Senado para ser suplente de Leitão com apoio do seu irmão, o senador Jayme Campos e do deputado estadual Dilmar Dal Bosco. Já Mauro, o pré-candidato a prefeito de Cuiabá Fabio Garcia e o presidente da Assembleia Eduardo Botelho preferem Fávaro, que foi candidato a senador na chapa do governador em 2018.A polêmica gerou crise interna no DEM, que ainda está longe de ser superada. Por isso, a decisão sobre o apoio oficial do partido deve ser tomada somente na convenção marcada para o próximo dia 15 de setembro.

“Eu Mauro Mendes, governador de Mato Grosso, cidadão, já disse que não tenho como apoiar Nilson Leitão. Respeito ele, mas não me apoiou na última eleição. Tem a reciprocidade. Se você me ajuda, quando você precisar de mim, vai esperar que eu  ajude. Quem me apoiou em 2018, eu tenho que dar essa reciprocidade agora. Nilson, não quero mal. Tenho amizade pessoal com ele, mas não darei meu apoio”, asseverou Mauro, após a  assinatura de contrato para construção de 5 mil pontes em todo Estado, na manhã desta quarta (09), no Palácio Paiaguás.

Segundo Mauro, ao contrário de Fávaro, Leitão não foi seu parceiro político nas eleições de 2018. Então, a prioridade será apoiar partidos como o PSD que fizeram parte do arco de alianças que garantiram a vitória eleitoral naquele ano. “Cheguei a governador com apoio de alguns partidos. Se puder devolver a reciprocidade agora, vou devolver com meu apoio”.

Apoio a Fávaro

Para fortalecer Fávaro, Mauro convenceu o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) a recuar da pré-candidatura ao Senado para permanecer auxiliando na administração estadual. Com isso, parte dos partidos que o apoiavam aderiram ao grupo do social-democrata.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet