Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 22 de Outubro de 2020

1 2
:
3 3
:
0 3

Últimas Noticias

Notícias / Política

14 Set 2020 - 17:10

Selma não irá apoiar Medeiros ao Senado e deixa presidência do Podemos

Isabela Mercuri/Olhardireto

Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

 (Crédito: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto)
A senadora cassada Selma Arruda (Podemos) deixou a presidência municipal do partido - que passou para as mãos do vereador Wilson Kero Kero – para ficar mais livre em suas escolhas nas eleições de 2020. A juíza aposentada afirmou que ainda não sabe quem vai apoiar na corrida ao Senado, mas reiterou que não será seu colega de partido, o deputado federal José Medeiros.“Eu quero apoiar várias pessoas que me apoiaram durante a minha campanha, e que acabaram se dispersando para vários partidos. Tem gente que está no PSL, tem gente que está no PRTB, tem gente que está no PSC, enfim. São vários partidos que acabaram acolhendo essas pessoas”, declarou ao Olhar Direto. “Tenho feito uma análise bem cuidadosa de quem vale a pena apoiar, de quem vale a pena trabalhar. E em razão disso foi que eu pedi ao Kero Kero que assumisse a presidência do partido pra que eu possa exatamente ficar mais livre para dar esses apoios”.

Selma explicou que, caso continuasse na presidência, precisaria ficar, fisicamente, em Cuiabá, o que não vai conseguir fazer durante este período. No entanto, ela continua como “presidente de honra” da sigla, e garantiu que participará da convenção, que acontece na noite desta segunda-feira (14).

À respeito do apoio na candidatura ao Senado, correu o boato de que ela estaria ao lado do empresário Reinaldo Moraes (PSC), o “rei do porco”. Ela, no entanto, desconversa. “Estou escutando muita gente. Temos bons nomes aí, acredito que a gente pode ter até um desfecho bom se as coligações forem feitas adequadamente, né", declarou. "Se os bons se unirem, eu acredito que fica uma expectativa melhor de se conseguir um êxito na eleição do Senado”, completou.

A única certeza, no entanto, é de que não estará no palanque de se colega de partido, José Medeiros (Podemos). “Eu já declarei que não consigo apoiá-lo, não por nada pessoal, é só questão política né, questão da visão do partido, pelo menos a visão do Senado, do Podemos no Senado em relação à candidatura dele, então... infelizmente, desejo sucesso, sorte pra ele, tudo, mas não consigo apoiá-lo”.

No início de agosto, a senadora cassada declarou que o vice-prefeito de Cuiabá Niuan Ribeiro não estaria mais na chapa de Medeiros e que ele não iria disputar eleição neste ano, fato que foi desmentido pelo próprio Niuan, que garantiu que até o momento ainda é pré-candidato na chapa do deputado federal, como 1° suplente.

Logo depois, Medeiros declarou que de sua parte, apesar de algumas falhas na comunicação, não existe nenhuma aresta com a senadora cassada Selma Arruda. Ele também assegurou que não iria desistir de disputar a eleição suplementar de novembro, que irá definir quem irá ocupar a vaga deixada pela correligionária.

O Podemos, com a chegada de Selma Arruda em 2019, passou a ser a segunda maior bancada do Senado, mas perdeu o posto para o PSD, exatamente por causa da posse do interino Carlos Fávaro na vaga da ex-juíza.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet