Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 22 de Setembro de 2020

1 9
:
5 5
:
1 8

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Política

15 Set 2020 - 08:50

PF desbarata esquema no Ibama em MT e 8 Estados; fraude é de R$ 150 mi

Esquema beneficiou proprietários rurais e empresários do ramo de exploração florestal em MT e no PA

Folha Max

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
A Polícia Federal (PF) realiza, na manhã desta terça-feira (15/9) a Operação Tokens para investigar fraudes em certificados digitais de fiscais e gestores do Instituto Brasileira do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Os agentes cumprem 5 mandados de prisão e 48 de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal do Distrito Federal. As ordens judiciais foram executadas em 29 cidades de nove unidades federativas: Goiás, Tocantins, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Distrito FederalDe acordo com a PF, as fraudes beneficiaram proprietários rurais e empresários do ramo de exploração florestal e agropecuária com áreas embargadas nos estados do Pará e Mato Grosso.

As investigações apontaram para a existência de “122 desembargos irregulares em nome 54 pessoas físicas ou jurídicas, com potencial prejuízo para a União da ordem de R$ 150 milhões em multas não recolhidas e descumprimento de embargos em áreas ambientais sensíveis da Amazônia legal“.

O inquérito foi instaurado a partir da identificação, pelo Ibama, de fraudes ocorridas contra diversos dos superintendentes, agentes e fiscais, com o uso de tokens expedidos indevidamente por terceiros falsificadores.

Os investigados podem responder por crimes contra o meio ambiente, além de estelionato e uso de documento falso, alteração de sistemas de dados, descumprimento de ordens de embargos e possível prevaricação e corrupção.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet