Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 18 de Setembro de 2020

0 3
:
5 8
:
0 9

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Política

15 Set 2020 - 15:20

"Nada está decidido", diz Emanuel sobre reeleição em Cuiabá

MDB faz convenção na tarde de hoje

PABLO RODRIGO

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, decide, nesta terça-feira (15), na convenção municipal do MDB, se disputará a reeleição em 15 de novembro. Pinheiro, que já vem realizando todas as movimentações de que tentará um segundo mandato, disse à reportagem de A Gazeta, por volta das 21h30, que ‘não há nada decidido’ e que uma nova reunião será feita na manhã desta terça-feira (15).

Durante a segunda-feira (14), vários rumores surgiram de que Pinheiro poderia recuar da disputa pela pressão familiar. Porém, os partidos aliados não aceitam um recuo de Emanuel, até porque não existe um ‘plano B’.Os rumores de uma desistência aumentaram quando o PTB, do seu filho, o deputado federal Emanuelzinho, adiou a decisão sobre ser candidato à Prefeitura de Várzea Grande. Muitos acreditavam que a manutenção da candidatura de Emanuel e a do filho ao mesmo tempo pode ser um desgaste bem maior para ambos.

Outra preocupação seria a decisão da Justiça Federal em tornar Emanuel Pinheiro réu na ação da Operação Ararath, onde o prefeito e vários ex-deputados aparecem recebendo maços de dinheiro, em 2013, durante a gestão Silval Barbosa. De acordo com o presidente municipal do MDB na Capital, Francisco Faiad, Emanuel só anunciará oficialmente sua decisão para o partido hoje. ‘Ele nos comunicará pela manhã e às 16 horas é a nossa convenção. É isso’, disse.

Apesar da confiança e tranquilidade que Faiad e os aliados buscam passar, o clima do MDB ainda não está pacificado. Muitos dirigentes ainda não aceitam o fato de Emanuelzinho querer disputar a prefeitura em Várzea Grande pelo PTB, mesmo tendo o MDB candidato na cidade.

Enquanto Emanuel Pinheiro não decide, o DEM sobe o tom contra o prefeito. O governador Mauro Mendes (DEM) comentou o fato do prefeito poder disputar a reeleição mesmo tendo se tornado réu. ‘Se tiver vergonha na cara não é candidato. Porque ter o que têm por aí, como dizia meu amigo presidente Bolsonaro: as verdades têm de ser ditas’, disse.

Mauro ainda completou dizendo que a campanha eleitoral precisa ser pautada nos problemas da população e não por escândalos, quando questionado se o fato de Emanuel ter se tornado réu na Justiça Federal facilitaria a disputa ao pleito municipal para o suplente de senador, Fábio Garcia (DEM). ‘A campanha do Fábio e de qualquer candidato tem que ser em cima dos problemas de Cuiabá, em cima do que está

sendo feito e o que pode ser melhorado. Claro, falar um pouco dos adversários faz parte de qualquer estratégia político-eleitoral, mas o foco principal tem que ser a cidade’, enfatizou.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet