Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 18 de Setembro de 2020

0 4
:
1 3
:
4 8

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

16 Set 2020 - 10:20

Safra de algodão é recorde

Colheita está finalizada e bateu o recorde sobre recorde nos três últimos ciclos

Redação - Repórter Agro com Agrolink

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O Brasil acaba de finalizar uma das melhores safras de algodão. Com a colheita finalizada foram 2,9 milhões de toneladas de algodão em pluma, 5% a mais que em 2018/2019. O número bateu o recorde sobre o recorde dos últimos três ciclos. Segundo a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), a cotonicultura brasileira é uma das mais produtivas do mundo e passa longe de qualquer risco de escassez.

Do volume cerca de 750 mil toneladas abastecem o mercado interno e o restante vai para exportação. Em ritmo acelerado também está o beneficiamento, processo que separa a semente da fibra antes de ir para a indústria. Cerca de 50% desse processo já foi concluído. “Somos o quarto maior produtor mundial de algodão, fornecedores de pluma em 12 meses do ano”, explica o presidente da Abrapa, Milton Garbugio.

Depois de se transformar no segundo maior exportador de pluma do mundo, para o próximo ciclo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) projeta uma diminuição na cultura tanto em área quanto em produção. Na safra 20/21 a área plantada deve cair 10,5%. Com a demanda muito incerta do algodão até que os efeitos da pandemia sejam mitigados, por não ser um bem de primeira necessidade, muitos produtores migram para soja e milho.

Preços

De acordo com a Abrapa, em relação ao preço, a suposta alta de que se queixam indústria têxtil e lojistas, se deve à variação cambial do real em relação ao dólar.  Pela tabela do Índice ESALQ, que é a referência para a comercialização do algodão no Brasil, em setembro de 2018, o agricultor vendia seu algodão por US$ 1,70 por quilo de pluma ou R$ 7,02/kg. Em setembro de 2019, o algodão era vendido por US$ 1,31 o quilo, ou R$ 4,76 por quilo de pluma.

“Hoje, o produtor comercializa por US$ 1,32 o quilo ou R$ 7,05 /quilo de pluma. Ou seja, praticamente o mesmo valor em reais praticado em setembro de 2018”, contesta Garbugio.

Ainda segundo o presidente da Abrapa, atualmente, a rentabilidade do produtor de algodão está muito baixa.  Conforme levantamentos da Conab, os custos de produção do algodão giram em torno de R$ 7 por quilo de pluma produzida, muito próximos aos preços praticados no mercado.

“Nós produtores ficamos muito contentes em saber que a indústria nacional está se recuperando, e dependemos de que isto aconteça. Ficamos também felizes em ver que a procura por algodão está aquecida, ainda mais com o preço dos sintéticos mais alto, em função da variação cambial do real. Da nossa parte, o que podemos garantir é produzir cada vez mais e melhor”, finalizou.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet