Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 22 de Outubro de 2020

1 2
:
3 5
:
2 9

Últimas Noticias

Notícias / Política

17 Set 2020 - 10:00

Taques diz ter apoio dos servidores e avisa que não será "senador de segmentos"

Cokm 2 partidos, ex-governador evita confronto verbal com Mauro Mendes

ALLAN MESQUITA

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
"Nós ganharemos esta eleição". Com essas palavras, o ex-governador Pedro Taques (SDD) confirmou na noite desta quarta-feira (16) que será candidato ao Senado da República.

A aliança dele terá o Solidariedade e o Cidadania. Os suplentes ainda não foram definidos.Segundo Taques, a campanha será suficiente para mostrar para a população que reúne a qualidade para representar o Estado no Congresso Nacioanal, na vaga que era de Selma Arruda (Podemos), cassada por abuso de poder econômico nas eleições de 2018. "Acabamos de fechar o Cidadania, inclusive indicando o suplente. Já temos os partidos suficientes para que nós tenhamos tempo de TV para mostrar aos mato-grossenses que é possível fazer política desta maneira", colocou.

Taques colocou que, desde que deixou o Governo do Estado, está "recluso em casa" falando pouco de política. Todavia, disse ter recebido mensagens e apoios de todo Estado pedindo para que entrasse na disputa. "Recebo muitos WhatsApps de pessoas de todo Estado de Mato Grosso, dizendo que é possível que nós possamos vencer esta eleição. e quero dizer, que nós ganharemos essa eleição", disse, confiante.

Sobre o fato de ter apenas dois partidos em sua coligação, já que muitos aliados do período em que ocupou o Senado e o Governo do Estado hoje lhe critica, o ex-procurador da República minimizou e garante que não será empecilho para vencer o pleito. "Prefiro só do que mau acompanhado. Mas nós estamos com o cidadão, tenho certeza disso. Nós ganharemos esta eleição", repetiu.

Taques ainda alfinetou os candidatos ao cargo que dizem representar segmentos ou pessoas. O recado foi para os candidatos ligados ao agronegócio e aqueles que dizem representar o presidente Jair Bolsonaro (PSL). "Quero dizer que eu serei senador da República do Estado de Mato Grosso. Não serei senador de segmentos, não serei senador de pessoas e não sou candidato ao Governo do Estado. Sou candidato ao Senado da República", disse, já prevendo que seu período à frente do Palácio Paiaguás será questionado na campanha.

FUNCIONALISMO

Sobre o desgaste com o funcionalismo público no período em que esteve no Governo do Estado - apontado por muitos como o motivo da derrota à reeleição -, Pedro Taques frisou que está disputando um cargo diferente. Mesmo assim, disse ter apoio de segmentos de servidores públicos, alfinetando adversários.

"Não sou candidato a governador. Sou candidato a senador. Mas quero dizer que só hoje, recebi apoio de mais de cinco sindicatos de servidores públicos. Porque eu entendo que servidor público é fundamental. E, aliás, debateremos isso no Senado. A reforma administrativa será debatida no Congresso Nacional", destacou.

O candidato também evitou polêmicas com o seu sucessor no Palácio Paiaguás. Nesta semana, Mauro Mendes (DEM) colocou que ele já havia sido julgado pela população - perdendo a reeleição em 2018 - e teve uma "gestão melancólica".

"Quero expressar ao governador do nosso Estado respeito, porque ele ganhou a eleição, isso é democracia. E quero desejar a ele mais sucesso do que eu tive, que seja mais competente do que eu. Eu serei um soldado por Mato Grosso lá em Brasília. Desejo felicidade a ele e a sua família", concluiu.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet