Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 24 de Outubro de 2020

0 3
:
0 4
:
0 5

Últimas Noticias

Notícias / Polícia

22 Set 2020 - 15:10

Amigos homenageia jovem morta com vídeo e voltam a cobrar Justiça

Isabele Ramos foi morta em 12 de julho com um tiro no rosto dado pela “melhor amiga”

WELINGTON SABINO

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
Um vídeo que traz uma compilação de fotos e gravações da adolescente Isabele Guimarães Ramos em diferentes fases de sua vida, desde criança até os 14 anos, quando foi brutalmente assassinada no dia 12 de julho deste ano com um tiro no rosto, disparado pela "melhor amiga", ganhou as redes sociais nesta terça-feira (22). Trata-se de uma homenagem e ao mesmo tempo um pedido de justiça para que sua morte não fique impune ou caia no esquecimento.

Para isso, são intercalados no vídeo trechos de entrevistas de sua mãe, Patrícia Hellen Guimarães Ramos, concedidas a diferentes veículos de comunicação, falando sobre a dor de perder a filha de forma trágica e inesperada e seu clamor por Justiça. A empresária tem defendido que a acusada pelo crime, hoje com 15 anos, e seu pai, o empresário Marcelo Martins Cestari, 46 anos, que permitia que o acesso da filha a armas de fogo, sejam responsabilizados criminalmente. A gravação mostra Isabele em diferentes situações, desde momentos de lazer com a família, com amigos, até publicações que ela fazia em suas redes sociais e mensagens de áudios que enviava para amigas. Imagens de um ato realizado por amigos e familiares no dia 12 de agosto, quando a morte da garota completava um mês, também fazem parte do vídeo. 

Naquela ocasião, os participantes usaram roupas brancas, soltaram dezenas de balões brancos, fizeram orações no luxuoso condomínio Alphavile I, em Cuiabá, local onde ela morava e foi morta pela amiga, e depois saíram em carreata por algumas ruas e avenidas da região do bairro Jardim Itália para levar a mensagem e o pedido de Justiça também para a população.  

Todas essas imagens são unidas por uma música de fundo em tom nostálgico e emotivo. Parte do vídeo é mostrada sob uma perspectiva da própria Isabele, depois de morta, narrando alguns dos fatos que marcaram sua vida, inclusive o assassinato. 

"Eu era uma menina, tinha apenas 14 anos, tinha uma família que me amava e amigos que me apoiavam. Eu tinha muitos planos, tudo que eu queria era ser feliz até que aconteceu uma tragédia: eu fui assassinada sem defesa e eu peço justiça por mim. Eu agora olho por vocês ", dizem as frases usadas no vídeo-homenagem que intercala fotografias de Isabele com prints de notícias sobre sua morte. 

O vídeo termina com a frase "#justiçaporbele, não foi acidente". 

HOMICÍDIO DOLOSO

A morte de Isabele Guimarães foi classificada pela Polícia Civil como homicídio doloso, ou seja, quando há intenção de matar ou se assume o risco, conforme constou no inquérito presidido pelo delegado Wagner Bassi da Delegacia Especializada do Adolescente (DEA). Ele indicou a atirada por ato infracional análogo a homicídio doloso e o pai dela por homicídio culposo. 

A acusada foi alvo de um pedido de internação no Centro Socieducativo de Cuiabá feito pelo Ministério Público Estadual que foi acolhido pela juíza Cristiane Padim da Silva, da 2ª Vara da Infância e da Juventude. A internação seria de 45 dias, mas a menor não chegou a permanecer 24h no local, pois foi levada para a unidade na noite do dia 15 deste mês e na manhã seguinte, uma quarta-feira (16), ela deixou o Complexo do Pomeri beneficiada pelo  habeas corpus concedido pelo desembargador Rui Ramos Ribeiro, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet