Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 22 de Outubro de 2020

0 5
:
4 3
:
1 0

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

28 Set 2020 - 12:30

Feijão está em alta

Em Santa Catarina produtores estão motivados com os preços

Redação - Repórter Agro com Agrolink

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
A safra 19/20 de feijão teve elevação. A alta foi de 7%, com 3,2 milhões de toneladas. A primeira safra foi de 1,1 milhão de toneladas, alta de 11,8%.  A segunda safra teve recuo de 4,3, com 1,2 milhão de toneladas A terceira safra teve elevação de 20%, com 879 mil toneladas. 

Com os preços aquecidos muitos produtores apostam na cultura. Em Santa Catarina, por exemplo, o mercado está aquecido. Em agosto os produtores de feijão-carioca receberam 67% a mais do que no mesmo período do ano passado, segundo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa). 

Além dos bons preços a necessidade de rotação de culturas o plantio catarinense deve ficar em 35,7 mil hectares. Há expectativa de aumento de produtividade já que na safra passada houve estiagem no Sul. Para essa 1ª safra catarinense de feijão, é esperado um incremento de 16,3% no rendimento médio, passando dos 1.748 kg/ha obtidos na safra 2019/20, para 2.033 kg/ha.

Nas regiões mais quentes do Estado, próximas ao litoral, o plantio da 1ª safra de feijão avança rapidamente. Até a primeira semana de setembro, nas microrregiões de Ituporanga e Rio do Sul, que respondem por aproximadamente 4% da área estadual cultivada, cerca de 70% foi semeado. Nas microrregiões de Araranguá, Criciúma e Tubarão, que respondem por 4,2% do total plantado, o cultivo estava efetivado em cerca de 24% da área destinada à cultura.

Nas regiões mais frias do Estado, os plantios do feijão 1ª safra ocorrem mais tarde. Nas microrregiões de Canoinhas e São Bento do Sul o cultivo normalmente se inicia na segunda quinzena de setembro. Nas microrregiões de Curitibanos, Joaçaba e Campos de Lages os plantios devem iniciar a partir da segunda quinzena de outubro. João explica que o plantio tardio nessas regiões procura evitar período em que variações bruscas de temperatura e geadas tardias ainda podem acontecer, o que prejudicaria a emergência das plantas.

Em todo o Estado, cerca de 4% da área total destinada ao plantio de feijão 1ª safra já foi semeada. No campo, as condições de lavoura são consideradas boas. A ocorrência de chuvas, intercaladas com períodos com menor precipitação, tem favorecido o desenvolvimento da cultura. Contudo, em algumas regiões do Estado a falta de chuvas já preocupa e tem dificultado a implantação das lavouras de verão.

Na safra passada Santa Cataria colheu 102 mil toneladas, queda de 2,8%, em função de condições climáticas.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet