Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 22 de Outubro de 2020

0 5
:
4 6
:
2 8

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

30 Set 2020 - 16:00

Milho: estoques dos EUA impulsionam cotações na B3 e na CBOT

USDA reportou números menores do que os esperados pelo mercado

Notícias Agrícolas

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
Os preços futuros do milho ganharam ainda mais força na Bolsa Brasileira (B3) nesta quarta-feira (30). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 1,85% e 2,47% por volta das 14h14 (horário de Brasília).

O vencimento novembro/20 era cotado à R$ 66,60 com alta de 1,85%, o janeiro/21 valia R$ 66,75 com elevação de 1,97%, o março/21 era negociado por R$ 66,71 com valorização de 2,47% e o maio/21 tinha valor de R$ 63,00 com ganho de 2,46%.

O câmbio seguiu dando algum suporte aos contratos do cereal brasileiro. Por volta das 14h18 (horário de Brasília), o dólar subia 0,11% e era cotado à R$ 5,63. Apesar disso, a grande força na B3 veio mesmo das movimentações internacionais na Bolsa de Chicago.

Mercado ExternoMilho: estoques dos EUA impulsionam cotações na B3 e na CBOT
Publicado em 30/09/2020 14:2445 exibições

USDA reportou números menores do que os esperados pelo mercado

LOGO nalogo

Os preços futuros do milho ganharam ainda mais força na Bolsa Brasileira (B3) nesta quarta-feira (30). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 1,85% e 2,47% por volta das 14h14 (horário de Brasília).

O vencimento novembro/20 era cotado à R$ 66,60 com alta de 1,85%, o janeiro/21 valia R$ 66,75 com elevação de 1,97%, o março/21 era negociado por R$ 66,71 com valorização de 2,47% e o maio/21 tinha valor de R$ 63,00 com ganho de 2,46%.

O câmbio seguiu dando algum suporte aos contratos do cereal brasileiro. Por volta das 14h18 (horário de Brasília), o dólar subia 0,11% e era cotado à R$ 5,63. Apesar disso, a grande força na B3 veio mesmo das movimentações internacionais na Bolsa de Chicago.

Mercado Externo


Após começar o dia em queda, os preços internacionais do milho futuro explodiram e passaram e registrar grandes altas na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 15,25 e 16,25 pontos por volta das 14h08 (horário de Brasília).

O vencimento dezembro/20 era cotado à US$ 3,81 com valorização de 16,25 pontos, o março/21 valia US$ 3,90 com ganho de 16,25 pontos, o maio/21 era negociado por US$ 3,95 com elevação de 16 pontos e o julho/21 tinha valor de US$ 3,99 com alta de 15,25 pontos.

A mudança de rumo nas cotações veio após o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgar seu novo relatório de estoques trimestrais apresentando números abaixo do esperado pelo mercado.

Os estoques trimestrais do milho foram reportados em 2 bilhões de bushels (50,8 milhões de toneladas) enquanto o mercado esperava 2,25 bilhões de bushels (57,15 milhões de toneladas). Este volume representou queda de 10,7% com relação as 56,9 milhões de toneladas registradas nos estoques no mês de setembro de 2019.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet