Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 22 de Outubro de 2020

0 7
:
0 0
:
1 7

Últimas Noticias

Notícias / Cidades

9 Out 2020 - 09:30

Secretaria espera distribuição de vacinas a partir de dezembro em MT

Porém processo depende do Ministério da Saúde, segundo o secretário Gilberto Figueiredo

midia news

Tchélo Figueiredo/Secom-MT

 (Crédito: Tchélo Figueiredo/Secom-MT)
O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, disse, nesta quinta-feira (8), que tem expectativas para que o Estado tenha vacinas contra a Covid-19 até o final de dezembro.

No final de setembro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou os testes de duas vacinas contra a Covid-19 para pacientes voluntários em Mato Grosso.

No entanto, esse processo depende de decisão do Ministério da Saúde, segundo Figueiredo.

“O Ministério da Saúde sinaliza certo otimismo. Talvez até o final de dezembro já tenha uma vacina que possa ser disponibilizada”, afirmou.

O secretário disse ainda que os primeiros a receberam a vacina serão aqueles que compõem o grupo de risco, como pacientes com comorbidades e idosos, além de profissionais da saúde que atuam na linha de frente.“Com certeza, quando tiver, vai ser utilizada especialmente ao grupo de risco porque nenhuma campanha vacinal consegue abranger toda a população no momento inicial”, explicou.

Todo esse processo é coordenado pelo Ministério da Saúde, que distribui as vacinas paras os Estados.

Figueiredo garantiu que nenhuma vacina será implantada sem que tenha apresentado resultados positivos.

Antes da disponibilização em massa, o imunizante ainda precisa passar por testes. E Mato Grosso está na rota das pesquisas.

As vacinas que vão entrar em teste primeiro no Estado são a CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, e da Janssen-Cilag, do grupo Johnson e Johnson.

A Coronavac se mostrou segura em ensaios clínicos da fase 3 realizados em 50 mil voluntários na China.

A vacina vem sendo testada desde julho no Brasil e está sendo aplicada em duas doses. Em São Paulo, nenhum voluntário apresentou reações graves.

A Janssen-Cilag entrou na fase final de testes nesta semana. O estudo do imunizante da Johnson e Johnson foi autorizado em 18 de agosto e apenas uma dose da vacina é necessária. 

A Anvisa também ampliou o número de pessoas que poderão participar dos testes no Brasil. De 9 mil voluntários passou para mais de 13 mil.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet