Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 29 de Outubro de 2020

1 6
:
3 2
:
2 8

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

14 Out 2020 - 11:15

MT vai exportar algodão colorido

Variedades precisam seguir produção orgânica e terem certificação

AGROLINK -Eliza Maliszewski

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
O Mato Grosso vai exportar um algodão especial para a França. Trata-se de uma pluma naturalmente colorida. O resultado é fruto de um trabalho desenvolvido pela Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) desde o ano passado com cultivo das variedades coloridas no sistema agroecológico. O experimento é feito no município de Canarana, há mais de 800 quilômetros de Cuiabá, no Assentamento Rural Guatapará.São 15 agricultores familiares envolvidos e a previsão é colher 15 toneladas de algodão em pluma (sem caroço) em uma área de 15 hectares. São quatro variedades oriundas da Embrapa: BRS Rubi, BRS Safira, BRS Verde e BRS Jade. A colheita mostrou uma produtividade entre 2.295 quilos a 3.975 quilos por hectare de algodão com caroço e foi realizada de forma manual, com todo o tratamento nas plantas e seguindo protocolo do cultivo do algodão comum.

Segundo o técnico agropecuário da Empaer, Gildomar Avrella, a previsão de produzir entre 12 toneladas a 15 toneladas e a rentabilidade com a venda do produto orgânico ficará em torno de R$ 16 mil por hectare. “Acompanhamos o desenvolvimento, comportamento dos materiais na região e usamos as mesmas tecnologias de cultivo do algodão tradicional. Considero que tivemos uma boa produtividade”, diz.

O mercado europeu exige que a produção de algodão tem que ser produzida de forma agroecológica/orgânica e ter a certificação para embarque internacional. O contato e as negociações estão sendo feitas com uma empresa francesa para aquisição do algodão tanto colorido como o branco, sendo todos orgânicos. Os agricultores precisam produzir um volume mínimo para exportação em torno de 15 toneladas de algodão por safra.

Os produtores foram capacitados e receberam treinamento para o cultivo sustentável com a oportunidade de desenvolver um trabalho com o algodão agroecológico abrindo mercados com fibras sustentáveis. O técnico da Empaer comenta que os produtores estarão organizados e em plena produção e comercialização na safra de 2022. Ele explica que a intenção é criar núcleos orgânicos dedicados a produção sustentável, que ajudará os agricultores a coordenarem seus esforços e acessarem benefícios como treinamento, assistência técnica e a transformação econômica, gerando renda e melhorando a condição de vida das famílias do meio rural.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet