Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 20 de Outubro de 2020

0 5
:
4 2
:
1 3

Últimas Noticias

Notícias / Política

15 Out 2020 - 14:00

Julier acusa Abilinho de usar VI da Câmara para campanha e França é cobrado por salários; assista ao vivo

Atual prefeito não participar das discussões com adversários

WELINGTON SABINO

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
O primeiro debate entre os candidatos a prefeito de Cuiabá realizado pela TV Vila Real (TV Record 10.1) teve como ponto alto do bloco de abertura uma acusação do candidato Julier Sebastião (PT) contra o adversário Abílio Júnior, o Abilinho (Podemos) e seu vice, Felipe Wellaton (Cidadania). O petista acusou a dupla de vereadores de usar verbas indenizatórias recebidas na Câmara Municipal para fazer campanha eleitoral.

Cada parlamentar de Cuiabá tem direito a R$ 15 mil por mês, além de salários e outros benefícios. A fala de Julier ocorreu no final de um questionamento no qual Abilinho o confrontava sobre o transporte coletivo insistindo em saber há quanto tempo que o ex-juiz federal não andava de ônibus na Capital.

Julier afirmou que andou de transporte coletivo “a vida toda” e citou detalhes da época em que era estudante e utilizava os ônibus do transporte coletivo de Cuiabá. Disse que conhece de perto a péssima qualidade do serviço e que por isso se for eleito vai criar uma empresa pública de transporte, inclusive para disputar licitações e colocar fim nos privilégios a empresas do setor privado ligadas a políticos e grande grupos econômicos.

O petista afirmou ainda que vai reduzir o valor da passagem do transporte coletivo para R$ 3,70 e exigir melhorias na frota. Abilinho rebateu dizendo que Julier quer a Prefeitura de Cuiabá cuidando de tudo, e “estatizando tudo”, o que em sua avaliação não funciona e não tem possibilidade de dar certo.

Foi então que Julier Sebastião contra-atacou e mandou Abilinho parar de defender empresas de ônibus que operam na Capital e prestam um péssimo serviço cobrando tarifas tão altas, incompatíveis com a qualidade do serviço. “Você e o Wellaton estão recebendo da Câmara para fazer campanha, usando verba indenizatória”, disparou Julier.

A “cutucada” foi para lembrar que Abilinho e Wellaton são vereadores, não se afastaram do Legislativo Municipal e continuam recebendo salário e verba indenizatória enquanto estão se dedicando à campanha eleitoral. Abilinho não pôde responder à provocação porque seu tempo já havia terminado.

Abilinho também respondeu para a candidata Gisela Simona (PROS), que ela "era uma boa candidata, mesmo sendo mulher". Segundo ele, os postulantes aos cargos públicos precisam ser qualificação, independente de gênero.

Outro ponto que chamou atenção no primeiro bloco do debate foi o momento em que Gilberto Lopes  Filho (Psol) acusou o ex-prefeito Roberto França (Patriotas) de ser conhecido como o ex-prefeito que atrasava salários dos servidores públicos. Gilberto tinha sido questionado por França sobre sua proposta para a área social e optou por resgatar fatos ocorridos nos governos de Roberto França encerrados há mais de 16 anos.

Por sua vez, França negou ter deixado herança maldita e disse que pagou os salários de sua gestão em dia e ao mesmo tempo quitava folhas as 6 folhas e meia  que estavam atrasadas de gestões anteriores. Dos 8 candidatos, apenas Emanuel Pinheiro (MDB), atual prefeito da Capital, não participa.

Ele alegou que sua ausência foi por uma questão de biossegurança, em virtude da pandemia de Covid-19. Também participam do debate os candidatos Aécio Rodrigues (PSL), Gigela Simona (Pros), Paulo Henrique Grando (Novo).

Eles se apresentaram aos telespectadores, falaram de propostas e fizeram questionamentos entre os participantes. Geralmente, os assuntos tratados foram mornos.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet