Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 25 de Novembro de 2020

1 2
:
5 2
:
4 4

Últimas Noticias

Notícias / Política

21 Out 2020 - 17:50

PDT cita veto nacional a aliança com bolsonaristas, mas diz que Pivetta saiu pela frente

Vice-governador optou por apoiar cpronel Fernanda ao Senado

ALLAN MESQUITA

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
O presidente estadual do PDT, deputado Alan Kardec, revelou que a relação entre o vice-governador Otaviano Pivetta (sem partido) e a legenda já vinha se “desgastando” desde 2018. Pivetta deixou a sigla nesta segunda-feira (19), após declarar apoio a coronel Rúbia Fernanda de Oliveira Santos (Patriota) na disputa suplementar ao Senado.

Ao classificar a saída como uma “grande perda”, Kardec explicou que Pivetta já havia tentado deixar seu grupo político anteriormente. No entanto, foi convencido a permanecer após diversos apelos de seus correligionários. “É realmente uma perda porque o Otaviano é um homem de grandes realizações no PDT. Ele foi prefeito de Lucas do Rio Verde, deputado estadual e também presidiu o partido pelo PDT. Nós estávamos conversando com o Otaviano desde as eleições de 2018 para que ele ficasse no PDT”, comentou.

Kardec seguiu dizendo que o principal motivo da saída de Pivetta se deu por conta de incoerências com as ideologias do partido. Pivetta deixou o PDT dois dias após declarar apoio a candidatura da militar, que tenta alavancar sua candidatura ao Senado com o apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A situação teria gerado mal estar na legenda, que está na coligação que apoia o advogado Euclides Ribeiro (Avante). Além disso, conforme o pedetista, uma orientação da executiva nacional já havia vetado qualquer apoio a candidaturas bolsonaristas. 

Vale enfatizar também que o vice-governador nunca escondeu sua simpatia pela gestão Bolsonaro. Em fevereiro desse ano, Pivetta rasgou elogios ao presidente, que desafiou o Estado a zerar os impostos federias sobre os combustíveis. “Temos uma orientação clara do nosso presidente em nível nacional, Carlos Lupi e de nosso líder Ciro Gomes para que os pedetistas não acompanhem candidaturas de Bolsonaro. Nós somos antagônicos a isso”, complementou Kardec.

Nesta terça-feira (20), Pivetta disse ao FOLHAMAX que não pretende se filiar em nenhum partido político, ao menos que pretenda concorrer a um cargo público no próximo pleito. Apesar da situação, ambos negam qualquer desgaste. “Otaviano conversou comigo e saiu de uma maneira amigável. Nós temos projetos juntos e ele, inclusive, está gravando apoio para nossos candidatos pedetistas no interior do Estado.  Ele saiu pela porta da frente, como todo homem público tem que fazer quando troca de partido. Foi uma decisão de cunho pessoal e nós respeitamos”, concluiu.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet