Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 23 de Abril de 2021

1 1
:
0 0
:
4 8

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Agronegócio

27 Out 2020 - 09:30 | Atualizado em 27 Out 2020 - 15:28

Friboi inaugura três confinamentos em 2020

Neste mês, será iniciada a operação em Confresa (MT); Unidades de Rio Brilhante (MS) e Campo Florido (MG) também começaram as atividades neste ano

Redação Agência da Notícia com Assessoria

Repórter Agro: Tiago Seiffert

 (Crédito: Repórter Agro: Tiago Seiffert)
A Friboi irá inaugurar neste mês a unidade de confinamento em Confresa (MT), com estrutura para 12 mil bois, em 2,5 giros. Neste ano, também foram iniciadas as operações das unidades de Rio Brilhante (MS) e Campo Florido (MG), ambas com capacidade para 10 mil animais, com 2,5 giros cada. A operação de boitel da empresa acontece desde 2010, com mais de 2 milhões de animais enviados para as unidades de processamento da Friboi.
 
O boitel é uma unidade de confinamento que conta com instalação moderna e funcional de curral, sistema de gestão integrado à produção, equipe composta de veterinários, zootecnistas e nutricionistas que acompanham diariamente a evolução dos animais, além de outros serviços que beneficiam o pecuarista na etapa de engorda do gado, com processos que seguem todos os protocolos globais de bem-estar animal.
 
Além dos três novos confinamentos, a Friboi ainda conta com outros cinco nesse modelo: Castilho e Guaiçara, em São Paulo; Lucas do Rio Verde e Nova Canaã do Norte, em Mato Grosso; e Terenos, em Mato Grosso do Sul. Somadas, as oito unidades totalizam capacidade estática para engorda de mais de 116 mil cabeças de gado por ano.
 
O serviço conta com quatro modalidades de contratação, de acordo com a necessidade do produtor, que pode optar por: 1) Diária: paga um preço fixo pelas diárias; 2) Parceria: o animal é pesado na entrada e o produtor recebe as arrobas magras a preço de boi gordo; 3) Arroba produzida: paga um preço fixo pelo total de arrobas engordadas dentro do confinamento; 4) Ração por quilo: o pecuarista paga pelo quilo de ração consumida por animal.
 
As vantagens desse modelo de negócio possibilitam ao pecuarista encurtar o ciclo de criação e aumentar o desfrute, a lotação e o faturamento. O produtor só desembolsa o valor de custos, como alimentação e frete, após o abate dos animais. Além disso, há a possibilidade de acertar a venda a termo ou a mercado.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet