Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 27 de Novembro de 2020

1 6
:
2 0
:
2 1

Últimas Noticias

Notícias / Política

28 Out 2020 - 09:20

Principal prefeito do SD abandona Taques e declara apoio a Fávaro ao Senado

Ex-governador de MT tem perdido apoiadores após TRE o declarar inelegível

Folha Max

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
O prefeito de Rondonópolis - terceiro maior município de Mato Grosso -, José Carlos do Pátio (SD) declarou apoio à reeleição do senador Carlos Fávaro (PSD) durante reunião realizada na noite desta quarta-feira (27), na Vila Operária. Candidato à reeleição, Pátio lidera as pesquisas de intenção de voto com ampla vantagem sobre o segundo colocado.

Inicialmente, o prefeito apoiava a candidatura ao Senado do colega de partido, o ex-governador Pedro Taques, que teve o registro indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral, por unanimidade. “Se Rondonópolis teve um plus naqueles R$ 64 milhões que o Governo Federal encaminhou para cá, deve-se a uma emenda que Fávaro apresentou para que o município recebesse mais recursos, tanto para o combate à Covid-19, quanto para minimizar a crise da perda de receitas”, afirmou o prefeito.De acordo com Pátio, Rondonópolis sofreu com perda de receita relativa ao IPTU, FPM e IPVA e esses recursos foram fundamentais para arcar com a folha de pagamento e as ações de saúde para enfrentamento da pandemia.

Com a emenda apresentada por Fávaro ao PLP 39/2020 (que se transformou na Lei Complementar 173/2020),  Rondonópolis recebeu R$ 64,138 milhões, quase R$ 60 milhões a mais do que teria direito sem a ação realizada pelo senador, que mudou os critérios para a distribuição dos recursos federais entre os estados e municípios. “Agradeço ao Fávaro pela sua sabedoria, empenho e determinação em viabilizar mais recursos para os municípios e para o Estado de Mato Grosso”, completou Pátio.

Em abril deste ano, Fávaro apresentou a Emenda 04 ao Projeto de Lei Complementar (PLP 39/2020) que propunha o “Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus SARS-CoV-2 (Covid-19)”, com a destinação de auxílio financeiro aos estados e municípios. No texto original, a divisão dos recursos federais seria feita com base em três critérios: a população, a arrecadação do ICMS e os fundos de Participação, tanto dos Estados (FPE) e quanto dos Municípios (FPM).

A emenda apresentada por Fávaro incluiu um quarto critério na divisão do recurso: o auxílio de Fomento das Exportações e Lei Kandir. Essa inclusão mudou totalmente a divisão do bolo, sem aumentar o valor total dos recursos. Os valores liberados aos municípios de Mato Grosso saltaram de R$ 70 milhões para R$ 967 milhões, 14 vezes mais.

Já o recurso destinado à administração estadual subiu de R$ 913 milhões para R$ 1,346 bilhão. Os valores foram transferidos em quatro parcelas, entre os meses de junho e setembro.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet