Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 25 de Novembro de 2020

1 4
:
3 5
:
4 8

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

19 Nov 2020 - 11:25

Preços do milho continuam subindo no mercado internacional

“E no Brasil, a atividade comercial para a safra antiga e nova foi lenta "

Redação - Repórter Agro com Agrolink

Repórter Agro: Tiago Seiffert

 (Crédito: Repórter Agro: Tiago Seiffert)
A TF Agroeconômica afirmou que os preços do milho ainda seguem subindo no mercado internacional. “Nos mercados à vista, os prêmios na Argentina subiram 2-3 c/bu, com janeiro oferecido a 160 c/bu sobre os futuros de março em meio a rumores de que o Egito comprou ontem à tarde tendo lutado para obter milho do Mar Negro.  Mas o tempo seco fresco, que elevou os futuros domésticos de Matba para março de US$ 4,50/t durante a noite para US$ 191,50/t, pouco fez para elevar os prêmios para a nova safra, que caiu 2 c/bu ao longo da curva até agosto”, comenta.
 
“E no Brasil, a atividade comercial para a safra antiga e nova foi lenta com  dezembro  ofertado  em  190  c/bu  sobre  os  futuros  de  março, acima de 5 c/bu no dia, contra lances constantes em 170 c/bu. Nos EUA, as ofertas premium para fevereiro subiram 10 c/bu e para 5 de março c/bu, estreitando o inverso de janeiro a março com ofertas de embarque de janeiro da primeira metade de janeiro constantes em 150 c/bu sobre os futuros de março”, indica.
 
O mercado de milho permaneceu preso na Ucrânia na quarta-feira,com as ofertas de mais baixas a estáveis em US$ 238/t para dezembro carregando FOB HIPP, e uma oferta de milho com documentos chineses ouviu apenas um dólar mais alto em US $ 239/t FOB PIPP para as mesmas datas. “Contra  isso,  uma  oferta  foi  relatada  em  US  $  235/t  FOB  para  carregamento  de  dezembro,  mas  por  pelo  menos  50.000  toneladas,  enquanto  um segundo lance foi ouvido em $234/t FOB PIPP para milho com documentos chineses”, conclui a consultoria agroeconômica.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet