Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 20 de Abril de 2021

0 4
:
2 7
:
2 2

Últimas Noticias

Notícias / Polícia

23 Nov 2020 - 02:30

STF suspende foro em 5 Estados; novato julga ação de MT

Folha Max

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) acatou o voto do Ministro Luís Roberto Barroso e suspendeu o foro privilegiado a procuradores, defensores públicos e ao chefe-geral da Polícia Civil dos Estados. A Constituição de 1988 não prevê o “benefício” ao ocupantes do cargo, que serão julgados desde a primeira instância pelos juízes das Varas dos Tribunais Estaduais.

O acórdão (decisão colegiada) atende a ações diretas de inconstitucionalidade (ADI) que questionam a prerrogativa de foro. Entre outras “peculiaridades”, as autoridades que gozam do benefício só podem ser julgadas por desembargadores (juízes de 2ª instância). As cinco ADIs, que questionam o privilégio, atingem os defensores públicos do Pará, o Chefe-Geral da Polícia Civil de Pernambuco, os defensores públicos de Rondônia, além dos defensores e procuradores estaduais de Alagoas e Amazonas.Mesmo com a decisão específica ao ocupantes dos cargos nas referidas unidades da federação, os efeitos do acórdão podem ser estendidos a outros Estados – incluindo Mato Grosso. Em agosto, o procurador-geral da República, Augusto Aras, ajuizou uma Ação Direta de Inconstitucionalidade para acabar com foro privilegiado de Defensores Públicos, Procuradores do Estado, Procuradores da Assembleia e Diretor-Geral de Polícia Civil de Mato Grosso.

A Adin foi distribuida inicialmente ao ministro Celso de Melo. Com a aposentadoria dele, quem assume o caso é Kassio Nunes Marques, que o substituiu na Suprema Corte.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet