Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 25 de Janeiro de 2021

2 3
:
5 1
:
5 3

Últimas Noticias

Notícias / Política

24 Nov 2020 - 15:10

"Não seria digno eu apoiar alguém que é símbolo de corrupção"

Vereadora eleita fala sobre apoio a Abílio e diz que ele "se arrependeu" de declarações do 1º turno

midia news

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
A vereadora eleita Michelly Alencar (DEM) classificou como "símbolo da corrupção" o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), que tenta a reeleição. Ela afirmou que não seria "digno" apoiar a candidatura dele.

Em live do MidiaNews, na segunda-feira (23), a vereadora eleita citou o caso do paletó, mas afirmou que este era só um exemplo.

Michelly, que é jornalista, foi eleita no último dia 15 de novembro com 2.841 votos.

“Não seria digno, não seria natural. Seria contra tudo aquilo que acredito se apoiasse, hoje, o Emanuel Pinheiro. Porque, para mim, ele é e continua sendo o símbolo da corrupção, da mentira”, afirmou.

“Não quero ter que me associar com alguém que vai tirar nota fiscal de medicamentos [para Covid] em um sexy shop. Isso é só um exemplo. E nem preciso citar o caso do paletó, porque todo mundo obviamente sabe disso”, acrescentou.Michelly também criticou a propaganda eleitoral do prefeito que, segundo ela, mostra uma cidade diferente da realidade.

“No horário eleitoral, vejo uma cidade linda, com obras maravilhosas. E quando tive a experiência de visitar os bairros, durante a minha campanha, é uma cidade completamente diferente", afirmou.

Apoio a Abílio

Michelly disse que seu apoio ao candidato Abílio Junior (Podemos) foi definido depois de uma conversa franca com ele, uma vez que havia pontos divergentes de pensamento.

Ela citou o fato do machismo, amplamente divulgado pela candidata derrotada Gisela Simona (Pros), que hoje o apoia. Em um debate do primeiro turno, Abílio afirmou que a ex-chefe do Procon “era uma boa candidata, mesmo sendo mulher”.

“Antes de tomar essa decisão, tive uma conversa com ele. E o que me impedia de acreditar nele foi essa questão das mulheres. Porque quero representá-las. E sou representante das mulheres. Não quero ter um prefeito machista, não quero um prefeito que vai desconsiderar que essa representatividade hoje é importantíssima. Ela é real e precisa ser respeitada”, disse.“Então, exatamente por pensar dessa forma, quando ele me procurou, falei: ‘Vamos conversar, quero te ouvir’. Porque me senti ofendida naquela fala dele para a Gisela, pois sou candidata e sou mulher”, disse.

Michelly afirmou que Abílio mudou o tom da campanha e se arrependeu das declarações dadas no primeiro turno.

“Fiz vários questionamentos a ele, sobre o empoderamento feminino, a Secretaria da Mulher, sobre a cultura e lazer. E fui entendendo todo o processo. E, por fim, fiz uma leitura de que aquilo que sou contra, que é a corrupção, e aquilo que defendo, que é a representatividade feminina, culminou para o apoio ao Abílio”, afirmou.

“As pessoas erram, mas tem que ter a disposição de reconhecer o erro e tentar mudar. A campanha dele mudou de tom e ele se arrependeu. Tanto que ele não vai mais extinguir a Secretaria da Mulher. Pelo contrário, vai dar poderes para que mulheres tenham essa gestão da Secretaria. Ele fez esse compromisso comigo e com a Gisela”, completou.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet