Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 21 de Janeiro de 2021

1 1
:
4 1
:
5 6

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Entretenimento

25 Nov 2020 - 11:10

Meghan Markle revela em artigo que sofreu aborto em julho

Meghan e Harry são pais de Archie, de um ano e meio

midia news

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
Em um artigo chamado “As Perdas que Compartilhamos”, publicado no jornal NY Times desta quarta-feira (25), a Duquesa de Sussex, Meghan Markle, revelou que sofreu um aborto de sua segunda gravidez do príncipe Harry, da Grã-Bretanha, em julho deste ano.

“Era uma manhã de julho que começou tão normalmente quanto qualquer outro dia. (…) Amarrei meu cabelo num rabo de cavalo antes de pegar meu filho no berço. Depois de trocar a fralda, senti uma cãibra forte. Eu me joguei no chão com ele em meus braços, cantarolando uma canção de ninar para nos manter calmos, a melodia alegre em forte contraste com a minha sensação de que algo não estava certo. Eu sabia, enquanto agarrava meu primeiro filho, que estava perdendo meu segundo filho.”Meghan e Harry são pais de Archie, de um ano e meio. Ela segue no artigo contando o drama que o casal passou por conta da perda de sua segunda gravidez.

“Horas depois, eu estava deitada em uma cama de hospital, segurando a mão de meu marido. Senti a umidade de sua mão e beijei seus dedos, molhados com nossas lágrimas. Olhando para as paredes brancas e frias, meus olhos ficaram vidrados. Tentei imaginar como nos curaríamos.”

A duquesa, então, reflete sobre como talvez a melhor maneira de começar a curar a dor da perda de um filho seja perguntando “Você está bem?”, e como o ano de 2020 trouxe perdas para pessoas no mundo todo, seja pela pandemia do novo coronavírus ou em mortes como a de George Floyd e Breonna Taylor, assassinados pela polícia nos EUA.

Em outro trecho, citando sua própria dor, Meghan diz que “perder um filho significa carregar uma dor quase insuportável, vivida por muitos, mas falada por poucos”.

“Na dor de nossa perda, meu marido e eu descobrimos que em um quarto com 100 mulheres, 10 a 20 delas sofreram aborto espontâneo. No entanto, apesar da incrível semelhança dessa dor, a conversa permanece um tabu, cheia de vergonha (injustificada) e perpetuando um ciclo de luto solitário.”

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet