Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 21 de Janeiro de 2021

1 1
:
1 9
:
0 1

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Política

25 Nov 2020 - 14:10

Emanuel denuncia que Abílio "vendeu a alma" por apoios e teme fechamento do HMC

Prefeito adotou a estratégia de desconstruir adversário no segundo turno

WELINGTON SABINO

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
Ao fazer uma análise das eleições municipais desde o início até o resultado que levou a decisão para o segundo turno, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB), que disputa a reeleição, afirmou que seus adversários são totalmente despreparados e desde o começo se juntaram para atacá-lo. A troca de acusações, ofensas e guerra de decisões derrubando propagandas de ambos os lados, segundo o emedebista, é resultado do “desequilíbrio” e falta de propostas do candidato Abílio Brunini (Podemos).

Em entrevista na manhã desta quarta-feira (25), Emanuel comentou sobre o debate promovido na noite anterior pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio-MT). O confronto foi marcado por ataques de ambos os lados.Pinheiro foi questionado sobre a falta de propostas e o excesso de ataques e ofensas entre ambos os candidatos. “Pelo despreparo do nosso adversário. O nosso adversário, indiscutivelmente, é o mais despreparado candidato a prefeito da história da Capital. Que me desculpem seus eleitores, respeito a opção e liberdade de escolha de cada um, mas ontem no debate na Fecomércio onde, no mano a mano, você pode pode observar com mais calma o preparo, o equilíbrio, a serenidade, as propostas, responsabilidade e qualificação de cada um para ocupar o honroso cargo de prefeito de uma das capitais mais emergentes do nosso país”, respondeu Emanuel na entrevista concedida à Rádio Metrópole FM.

Em seguida, Emanuel deixou claro que Abílio não tem condições de governar Cuiabá, pois ao invés de apresentar propostas para avançar, fala em desmontar serviços que já funcionam, inclusive na área da saúde. “Percebeu-se um candidato perdido, nervoso, desequilibrado emocionalmente, batendo boca com a imprensa, passando mal, sem propostas, falando palavras desconexas, não se atendo a assunto algum, a tema algum, ameaçando fechar o HMC, que é um patrimônio da população cuiabana, o maior hospital público de Mato Grosso, padrão de hospital privado para os mais humildes, para os mais pobres, para quem mais precisa e não tem condições de pagar um plano de saúde, um médico particular, e que dentro dele funciona o pronto-socorro de Cuiabá”, criticou o emedebista.

O prefeito ressaltou que a unidade hospitalar foi uma das suas promessas na campanha de 2016 e contempla milhares de matogrossenses com diversos serviços na área da saúde. “Entregamos o HMC para a população, honramos a nossa proposta de campanha. Levianamente, ele fala em fechar, que pode até vir a fechar o HMC, que não consegue encerar uma frase, não consegue fechar uma frase com sentido, com proposição, com propostas, só ataques, ataques, xingamentos. Ontem, ficou claro a aventura que estamos mergulhados nela, mas estamos num processo democrático”, ponderou o prefeito.

Da sua parte, ele garantiu que nessa reta final da campanha do segundo turno vai mostrar aos eleitores cuiabanos que ele é a melhor opção para ser escolhida nas urnas no próximo dia 29. “Vamos mostrar serenamente com equilíbrio, preparo, propostas, ideias, com experiência, com muita maturidade mostrando a nossa gestão que nesse último Ibope tivemos aprovação de 80% da população cuiabana, um recorde na história da gestão pública da Capital. Serenamente, vamos mostrando e a sociedade vai percebendo isso e vai saber separar muito bem quem tem condições de continuar liderando os avanços necessários para a Capital de Mato Grosso para os próximos quatro anos”, colocou Emanuel Pinheiro.

APOIOS NO 2º TURNO

Emanuel Pinheiro também foi questionado sobre os apoios recebidos no segundo turno por ambos os candidatos e mais uma vez, partiu para desqualificar o adversário Abílio, que conseguiu trazer para sua campanha os candidatos derrotados Gisela Simona (Pros), Roberto França (Patriota) e o governador Mauro Mendes (DEM). “De cara, a sociedade conheceu a verdadeira face do nosso adversário. Emanuel Pinheiro continua sendo o que sempre foi ao longo de anos, nunca representou nenhum papel ou personagem. Já o adversário mostrou que o candidato do primeiro turno era um, e o candidato do segundo turno era outro. Aquele candidato com fortes convicções, que não se aliava aos poderosos, que não fazia composições com políticos que respondem processos na Justiça caiu por água baixo. Não aguentou a virada de domingo para segunda-feira”, disparou o emedebista.

Em seguida, continuou criticando o grupo do rival, acusando-o de buscar aliados se valendo de promessas de cargos e possíveis negociatas. “Do primeiro para o segundo turno já rifou, vendeu a sua alma, rifou as suas convicções, fez o toma lá da, cá. Está distribuindo cargos como se já fosse prefeito de Cuiabá numa arrogância e prepotência extraordinária, já prometeu secretarias, aceitou apoios e compôs com Roberto França, foi correndo compor com o governador e se transformou num candidato chapa branca, no candidato oficial do Palácio Paiaguás e está hoje prometendo cargos e emprego para todo mundo em troca de apoio porque está desesperado pelo poder. O poder pelo poder é esse o perfil, espirito que toma conta da coligação dos nossos adversários”, acusou Pinheiro.

Por fim, o prefeito ressaltou que sua campanha está crescendo e recebendo apoios de lideranças expressivas da sociedade cuiabana. “Uma campanha polarizada de um contra o outro é mais fácil de mostrar a verdadeira intenção, quem é mais preparado e tem mais experiência, quem tem a melhor proposta, mais serviços prestados por Cuiabá, uma biografia mais rica que possa dar confiabilidade e segurança à população. Estamos crescendo a cada dia que passa, com muita humildade e uma perspectiva muito boa de chegarmos em primeiro lugar já promovendo essa virada histórica no próximo domingo reelegendo as forças populares e democráticas, reelegendo a sociedade cuiabana à Prefeitura da Capital”, garantiu Emanuel.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet