Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 25 de Janeiro de 2022

0 4
:
5 9
:
1 2

Últimas Noticias

Notícias / Política

7 Out 2014 - 09:00

Juros e inflação assustam setor produtivo de MT

Produtores querem mudanças para setor

Agência da Notícia com Mídia News

 Para o governo federal, o setor produtivo mato-grossense tem opinião unânime sobre a necessidade de mudanças na condução da política econômica, mesmo que a presidente Dilma Rousseff seja reeleita.

“Independentemente de quem vier, esperamos que haja o descontinuísmo do atual processo que travou a economia e pode trazer o país para um patamar de decadência, ou seja, de perdas de tudo em que se avançou”, frisa o presidente da Fecomércio/MT, Hermes Martins. Ainda conforme ele, o principal para o novo governante é buscar a recuperação da credibilidade do Brasil, especialmente junto à comunidade internacional.

“Estamos em meio a um cenário de juros em alta, inflação prestes a romper o teto da meta e sem expectativa de expansão da economia (PIB) e isso prejudica quem compra e quem vende, ou seja, impacta no empresário e na população”.

O produtor Guarino Fernandes, de Sapezal, frisa que da gestão do ex-presidente Lula até agora quase nada de fato foi feito no setor de infraestrutura.

“A safra de grãos cresce a cada ano, cerca de 4% a 5%, e nada é aplicado em estradas ou portos. Toda época de colheita de soja, por exemplo, caminhões congestionam estradas e navios os portos. Nossa produção anda mais de 2 mil quilômetros para chegar nos portos de Santos (SP) ou Paranaguá (PR), mas tem sido obrigada a andar mais ainda, até o porto de Rio Grande (RS), para fugir desse colapso e é o produtor quem paga essa conta. Quanto mais a saca tem de rodar, menos ela vai valer ao produtor, porque o frete come a rentabilidade”.

Lenz, presidente do Sindicato Rural de Sorriso, frisa que é favorável à mudança.

“O PT teve pontos positivos, inclusive na condução da política agrícola, mas se tornou o mais corrupto dos últimos tempos. Com o tempo, o poder vicia e os avanços desaparecem. Por isso, acredito que mudar é o melhor para o Brasil. E espero que daqui a quatro anos, ao avaliarmos um novo pleito eleitoral, possamos dizer que fizemos a escolha certa, tanto para o país como o Estado”.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet