Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 3 de Agosto de 2021

1 1
:
2 9
:
3 6

Últimas Noticias

Notícias / Eleições 2020

23 Dez 2020 - 11:00

TSE mantém candidatura de eleita barrada e Torixoréu terá nova eleição

rd news

Reprodução:

 (Crédito: Reprodução:)
OTribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a negativa ao registro de candidatura da prefeita eleita em Torixoréu (383 km da Capital), Inês Coelho (DEM). Ela está impedida de tomar posse e a cidade deverá realizar uma nova eleição suplementar a prefeito, ainda sem data definida.

A candidatura dela foi impugnada pela coligação “Brilha Torixoréu”. Inês é esposa do ex-prefeito Odoni Mesquita, que esteve à frente do município entre 2013 e 2016. Ela foi eleita em 2016 e buscava a reeleição. Contudo, a Constituição Federal proíbe a continuidade por mais de dois mandatos de um mesmo grupo familiar.Esta é a terceira derrota da democrata. O registro de candidatura foi negado pela 9ª Zona Eleitoral de Barra do Garças e a decisão foi mantida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) em 17 de novembro. A candidata recorreu ao TSE, que manteve o registro negado em sessão de 18 de dezembro.

A decisão no TSE foi por maioria. Os ministros Mauro Campbell Marques, Tarcisio Vieira de Carvalho Neto, Sérgio Banhos, Alexandre de Moraes e o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, concordaram que o caso de Inês se enquadra na vedação que a Constituição prevê para evitar que famílias se perpetuem no poder. Apenas o ministro Edson Fachin votou para acatar o registro da candidata eleita.Esta é a terceira derrota da democrata. O registro de candidatura foi negado pela 9ª Zona Eleitoral de Barra do Garças e a decisão foi mantida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) em 17 de novembro. A candidata recorreu ao TSE, que manteve o registro negado em sessão de 18 de dezembro.

A decisão no TSE foi por maioria. Os ministros Mauro Campbell Marques, Tarcisio Vieira de Carvalho Neto, Sérgio Banhos, Alexandre de Moraes e o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, concordaram que o caso de Inês se enquadra na vedação que a Constituição prevê para evitar que famílias se perpetuem no poder. Apenas o ministro Edson Fachin votou para acatar o registro da candidata eleita.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet