Imprimir

Imprimir Notícia

10 Mar 2021 - 16:00

Cuiabá levará água a 100% das casas até fim do ano

Em reunião com representantes da Águas Cuiabá na segunda-feira (8), o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro anunciou investimento de mais R$ 200 milhões em saneamento básico na capital, rumo a universalização do serviço. Em 2021, o município deve alcançar a marca de 100% dos lares com abastecimento de água, enquanto que o serviço de tratamento de esgoto deve chegar a 91% até o fim da gestão.

“Por conta da pandemia tivemos um atraso nas entregas das estações, mas até o fim de 2021 vamos cumprir a meta de 100% dos lares cuiabanos com abastecimento de água, 24h por dia e até 2024, conforme previsto no Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), que também atualizamos, o município chegará a 91% de cobertura”, pontua o prefeito de Cuiabá.

Para 2021 estão previstas entregas de estações de tratamento de água e esgoto das regiões sul e Ribeirão do Lipa, além de implantação de coletor de esgoto Parque Mãe Bonifácia, somando R$ 200 milhões em investimentos no saneamento básico da capital.

Com a meta do Executivo de alcançar a universalização do saneamento básico, uma série de medidas vem sendo adotadas pela atual gestão, no intuito de garantir que tal objetivo seja rigorosamente cumprido. O processo teve início ainda em 2017, quando o prefeito Emanuel Pinheiro decidiu pela extinção da intervenção na antiga concessionária CAB Cuiabá S.A, passando a administração dos serviços para a Águas Cuiabá.


Thank you for watching

A revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico foi efetuada contando com a assessoria técnica da Fundação Getúlio Vargas (FGV), instituição renomada e com expertise no ramo. A elaboração do documento foi realizada por etapas, abrangendo o levantamento de informações como: diagnóstico da situação atual, estudos prospectivos, revisão das metas contratuais da concessão em vigor e a divisão dos investimentos. Além disso, o instrumento também leva em consideração a estimativa de crescimento geográfico e populacional da cidade.

Na oportunidade, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi assinado pela Prefeitura de Cuiabá, a Águas Cuiabá e o Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT), estabelecendo o desenvolvimento de um plano emergencial. Desde então, já foram investidos R$ 350 milhões, resultando no salto de 33%, recebidos em 2017, para 61% em cobertura de coleta e tratamento de esgoto. 

Imprimir