Imprimir

Imprimir Notícia

31 Mai 2021 - 15:00

Dirigente da FMF diz que família foi vítima de "mentiras criminosas"

O presidente da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) Aron Dresch afirmou que "mentiras criminosas" espalhadas sobre a demissão do técnico Alberto Valentim do Cuiabá denegriram a imagem de sua família.

Boatos nas redes sociais atribuíram a demissão do treinador a uma suposta relação extraconjugal entre Valentim e a esposa de Dresch.

"Assusta-nos ver que a sociedade, de maneira geral também de maneira irresponsável espalhou estas mentiras sem checar a informação. Pedimos encarecidamente que somente espalhem a verdade. Não divulguem mais fake news", pediu Aron em postagem nas redes sociais.

O cartola reforçou ainda que não é presidente do Cuiabá, ao contrário do que tem sido divulgado, principalmente em sites nacionais. Na verdade, os filhos dele - Cristiano e Alessandro - são os dirigentes do Dourado.

“As pessoas não ligam se você tem família, se têm filhas ou de que maneira estas mentiras que espalham podem prejudicar o ambiente familiar. Preferem mentir atrás de likes”, disse o cartola.

“Portanto, em resposta aos boatos inverídicos que estão sendo publicados denegrindo a nossa família, gostaríamos de esclarecer os fatos: Aron Dresch não é presidente do Cuiabá e o motivo da demissão do técnico Alberto Valentim apontado por milhares de mensagens é factóide. Fakenews”, acrescentou.

Valentim e sua comissão técnica foram desligados do clube na noite de sábado (29), minutos após o empate contra o Juventude em 2 a 2, na estreia da Série A do Brasileirão.

Técnico também repudiou

Em postagem feita no domingo (30), o técnico Alberto Valentim também repudiou as fake news sobre sua demissão.

“Ainda sobre os absurdos que vêm sendo veiculados (Fake News), relacionados à minha vida pessoal, todo o meu desprezo”, disse o técnico.

Segundo Valentim, as informações já foram repassadas aos seus advogados, que davem acionar os responsáveis.

"Lamento muito a falta de respeito com minha família e minha esposa".

Veja a nota de Aron Dresch na íntegra:

"Neste domingo, 30 de maio, a nossa família foi impactada por milhares de mensagens contendo notícias falsas sendo espalhadas através das redes sociais e WhatsApp em todo o país. As pessoas não ligam se você tem família, se têm filhas ou de que maneira estas mentiras que espalham pode prejudicar o ambiente familiar. Preferem MENTIR atrás de likes.

Portanto, em resposta aos boatos INVERÍDICOS que estão sendo publicados denegrindo a nossa família, gostaríamos de esclarecer os fatos: Aron Dresch NÃO é presidente do Cuiabá e o motivo da demissão do técnico Alberto Valentim apontado por milhares de mensagens é FACTÓIDE. FAKENEWS.

Assusta-nos ver, que a sociedade, de maneira geral também de maneira irresponsável espalhou estas MENTIRAS sem checar a informação. Pedimos encarecidamente que somente espalhem a verdade. Não divulguem mais fakenews.

Somos uma família extremamente reservada, mas achamos necessários vir a público negar todas as mentiras criminosas aos quais estamos envolvidas neste domingo".

Imprimir