Imprimir

Imprimir Notícia

2 Jun 2021 - 10:21

Soja: Alta em Chicago

Os futuros da soja na Bolsa de Chicago se recuperaram nesta terça-feira, juntamente com a alta nos preços do óleo de soja e do farelo de soja, devido à previsão de clima quente e seco no Meio-Oeste dos Estados Unidos. “O contrato do primeiro mês de julho estava sendo negociado a $ 15,47 / bu  no fechamento de Chicago, 1,08% mais alto no dia, com os novos contratos de safra também subindo 1,25%”, comenta. 

​“Os  contratos  futuros  de  soja  e  farelo  de  soja  subiram 2,23% e 0,73% no dia, respectivamente, e os preços do feijão alimentado aumentaram. Os futuros do milho também apoiaram os contratos de feijão  devido  às  preocupações  com  clima  adverso  e forte demanda, especialmente da China”, completa a consultoria. 

As inspeções de exportação  de  soja  dos  EUA  caíram 13% em relação à semana passada, chegando a 192.221 toneladas, dentro das expectativas do mercado que variaram de 175.000 toneladas a 275.000 toneladas, o que limitou a alta dos preços do grão. “Os futuros também se fortaleceram com os mercados externos, com o dólar americano enfraquecendo em relação a uma cesta de moedas de reserva e o petróleo bruto subindo 1,24% para 70,14 $ / bbl”, indica. 

“O  dólar  operou hoje  nos menores  níveis  desde  o  começo  de  janeiro,  com  a queda  embalada  pelo  crescimento  do Produto Interno Bruto (PIB) acima do esperado no primeiro trimestre, o que provocou uma onda de revisões para cima nos números de 2021, com consequente melhora do quadro fiscal para este ano. O superávit comercial recorde para  o  mês  de  maio  também  ajudou,  assim  como  o  ambiente  de  busca  por  risco  no  mercado  internacional,  que estimulou fluxo para o Brasil, em dia de novo recorde histórico do Ibovespa. Com isso, a moeda americana operou todo o dia abaixo dos R$ 5,20”, conclui.

Imprimir