Imprimir

Imprimir Notícia

3 Jun 2021 - 08:13

Deputado pede informações ao governo sobre hospital regional na região do Araguaia





Foto: Marcos Lopes

Durante a sessão plenária da manhã de terça-feira (1), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou um Requerimento de informações (nº 261/2021) encaminhado ao secretário de Estado de Saúde (SES), Gilberto Figueiredo. No documento, o parlamentar requer da pasta maiores detalhes sobre a obra de construção do Hospital Regional do Norte do Araguaia, previsto para ser feito em Porto Alegre do Norte.

Recentemente, o governador Mauro Mendes (DEM) esteve na região e, na ocasião, teria deixado a entender que pretende mudar os planos e retirar a unidade hospitalar do município, implantando-o em outra cidade. Para Faissal, é importante que o governo do estado mantenha o planejamento e instale o hospital regional em Porto Alegre do Norte.

“Estou pedindo informações ao secretário de saúde sobre a instalação do Hospital Regional do Norte do Araguaia, que deveria ser instalado em Porto Alegre do Norte. É um sonho da população local que ainda está latente nos corações e nas mentes de todos os cidadãos daquela região. Há cerca de 20 dias, o governador foi até a cidade e deixou a entender que quer mudar o hospital de lugar. Quem conhece a história, sabe do que estou falando”, afirmou.

De acordo com Faissal, não há motivos para que o governo busque outro município para abrigar o Hospital Regional do Norte do Araguaia. O parlamentar destacou que as condições oferecidas em Porto Alegre do Norte são ideais para a execução da obra. O deputado lembrou ainda que a instalação da unidade na cidade foi prometida há mais de uma década.

“A pedra fundamental da obra foi instalada há mais de dez anos. Este sonho e esperança ainda persiste, para que o Hospital seja instalado em Porto Alegre do Norte. As condições são totalmente favoráveis e a unidade fica a poucos quilômetros do aeroporto e a 100 metros da BR-158. As instalações são adequadas e o terreno já foi doado para o Estado. É só fazer o projeto e executar. A cidade e a região aguardam esta obra”, concluiu o parlamentar.

Imprimir