Imprimir

Imprimir Notícia

30 Jun 2021 - 12:39

'Não conhecem a realidade do indígena, nunca plantaram um pé de cebolinha', diz Barbudo

O deputado federal Nelson Barbudo (PSL) criticou nesta terça-feira (29.06) aqueles que são contrários ao Projeto de Lei 490. As palavras foram proferidas durante reunião deliberativa e extraordinária da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Câmara Federal. 

“Quem critica este PL não conhece a realidade do indígena no Brasil. Essas pessoas nunca plantaram um pé de cebolinha, nunca criaram uma galinha, uma vaca. São políticos de profissão querendo legislar por uma causa que desconhecem completamente. Nós precisamos do PL 490 para dar liberdade aos indígenas”, afirmou Barbudo. 

O parlamentar mato-grossense também lembrou de projetos por ele apoiado que têm levado a independência indígena para diversas etnias do Estado, em regiões como Oeste (Parecis) e Leste (Xavantes). 

“Eu convivo com os Parecis, com quem fizemos o primeiro projeto de agricultura sustentável. O que nós queremos é que nossos irmãos indígenas saiam da miséria e, por meio desses projetos, é o que tem acontecido. Esses indígenas, esses que estão produzindo, não estão tacando flechas em ninguém, brigando contra o PL, os que estão brigando são ongueiros que não sabem a realidade desses povos”, disse.  

Barbudo ainda afirmou que o que o Projeto de Lei 490 possibilitará é segurança jurídica. “Hoje qualquer pessoa que se autodenomine índio chega em uma fazenda, produtiva diga-se de passagem, acha um pedaço de barro e diz que por lá moraram seus ancestrais. A lei permite, então, que ele tenha 100, 200, 300 mil hectares. Isso é injusto. Isso não é analisado. O PL 490 vem ao encontro da necessidade real dos nossos irmãos indígenas. Aqueles que não querem o querem, não querem que o nosso país deslanche economicamente”, completou o deputado federal. 

O PL 490 – O projeto de lei número 490 é de 2007 e de autoria do já falecido deputado federal por Mato Grosso, Homero Pereira. Para saber mais informações e acompanhar todos os trâmites do PL.

Imprimir