Imprimir

Imprimir Notícia

27 Jul 2021 - 10:12 | Atualizado em 27 Jul 2021 - 10:40

Mendes encontra Bolsonaro e cobra obras: “BRs em MT não andam” um dos assuntos será a BR- 158

Investimentos do Governo Federal em infraestrutura em Mato Grosso serão a principal pauta do encontro entre o governador Mauro Mendes (DEM) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta terça-feira (27).

Mendes afirmou que sua gestão tem feito grandes investimentos nas rodovias que são de responsabilidade do Estado, mas precisa que o mesmo tratamento seja dado às estradas federais que cortam Mato Grosso.

“Vamos lá para falar de infraestrutura. Temos a BR-158 que está parada, a 242 que está parada, a 080 também parada, a 174 parada. Então, são importantes rodovias federais dentro de Mato Grosso e que não estão andando”, disse ele.

Mendes afirmou que deve entregar até o final do mandato, em 2022, 2.500 km de asfalto, entre construção e restauração de rodovias, mas que é necessário que os projetos do Governo Federal também tenham andamento.

“Isso nos preocupa muito, porque o Governo do Estado está fazendo importantíssimos investimentos. Agora, as rodovias federais são eixos estruturantes com as quais precisamos nos ligar”, afirmou.

“Vou dar um exemplo: estamos asfaltando de Aripuanã até a BR-174. Mas a 174 está lá, de chão. Então, vamos dialogar com o presidente basicamente sobre infraestrutura”, completou.

Estadualização

Na semana passada, Mendes já havia adiantado que também deve se oferecer para ajudar a União a destravar as obras na região noroeste do Estado, que ele acusa de estar abandonada pelo Governo Federal.

Um dos pontos que podem ser tratados é a possível estadualização da BR-174. O trecho entre os municípios de Castanheira e Colniza não é pavimentado.

“São 300 km para chegar na cidade de Colniza de estrada de chão e queremos fazer essa rodovia”, emendou. 

O governador apontou que existem duas possibilidades quanto ao pleito encaminhado ao presidente: a estadualização ou o Estado assume a obra e depois “devolve” para a União.

Imprimir