Imprimir

Imprimir Notícia

15 Out 2021 - 09:33

Suíno: preços não conseguem acompanhar evolução histórica

Nem mesmo o restabelecimento do poder aquisitivo dos trabalhadores foi suficiente para dar maior vazão ao consumo de carne suína e, com isso, os negócios realizados com o suíno vivo terminado passaram a ser fechados com grande pressão sobre os preços.

O resultado momentâneo são preços 3,5% abaixo dos praticados na abertura de outubro, enquanto o histórico dos últimos 11 anos mostra evolução gradativa. Assim, o mercado atual se mostra contrário ao verificado em outubro do ano passado quando os preços obtiveram sucessivos reajustes semanais que propiciaram substancial evolução no decorrer do mês.

O giro acanhado do produto junto aos consumidores sugere que os compradores devem pressionar por novas. Assim, resta aos suinocultores envidar esforços para não aumentar seu ônus produtivo.

Imprimir