Imprimir

Imprimir Notícia

22 Dez 2021 - 10:06

Vereadores aprovam projeto e criam o Dia do Orgulho Hétero em Mato Grosso

O vereador Tenente-coronel Paccola (Cidadania) conseguiu aprovar o projeto, em primeira votação, que institui o Dia do Orgulho Hétero na Capital. 

Foram 15 votos a favor e 8 ausências, sendo que a vereadora Edna Sampaio votou contra e o vereador Dídimo Vovô não pode participar da votação, pois presidia a sessão.

A proposta deve voltar ao Plenário da Câmara nesta quarta-feira para segunda, e última, votação. Caso seja confirmada a aprovação segue para a sanção do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Quando propôs o projeto, Paccola explicou na tribuna que, às vezes, fica "difícil explicar" para crianças e adolescentes o motivo de ter um dia específico para celebração do orgulho LGBTQIA+ e ressaltou que os heterossexuais também têm direito de se sentirem orgulhosos por sua orientação.

"Eu não tenho nada contra esses dias. Acho que todo mundo tem sua liberdade e tem que lutar por isso. E nós, assim como eles têm orgulho deles, também temos orgulho de dizer que somos héteros, e isso não nos faz melhor e nem pior do que ninguém", disse o vereador à época.

Paccola pediu apoio para que possam comemorar a data "com as famílias" e não sejam reféns da "ditadura das minorias ativistas que tentam forçar aquilo que é para respeitar como quase obrigatório na vida em sociedade".

"Ademais, há muito, possuímos diversidade de gêneros e devemos respeitar o direito da escolha sexual de cada um.

O termo heterossexualismo, constante nas mais diversas obras literárias, refere-se a atração sexual e/ou romântica entre indivíduos de sexo opostos, sendo considerada a mais comum orientação sexual nos seres humanos, portanto, primordial para perpetuação natural da espécie", apontou na justificativa do projeto.

No projeto de lei, Paccola ressaltou que a criação da data comemorativa não gera despesas para a administração pública e pontuou que a criação dos dias "festivos" não é de competência exclusiva do prefeito.

Ele ainda destacou que as autoridades municipais deverão apoiar a realização de atos públicos em comemoração ao dia estabelecido. 

Imprimir