Imprimir

Imprimir Notícia

1 Mai 2014 - 08:35

Riva diz que Toninho de Souza extorquiu João Emanuel

 O deputado José Riva (PSD) apontou o vereador Toninho de Souza (PSD) como um dos vereadores que teriam extorquido dinheiro do ex-vereador João Emanuel (PSD), para não votar favoravelmente à cassação do seu mandato, que ocorreu na última sexta-feira (25).

A revelação foi feita na manhã desta quarta-feira (30), durante entrevista à Rádio Mix FM, e, segundo Riva, João Emanuel vai apresentar, "no momento certo", à Justiça, um dossiê, denunciando todos os que teriam conspirado
“Imagine um cidadão se sentindo ameaçado ter de ir a uma factoring pegar dinheiro para dar para vereador para não ser cassado, como ele fez. Eu posso citar aqui o caso do vereador Toninho de Souza. Tenho o maior respeito por ele, sou amigo, mas o papel que ele fez com o João Emanuel não foi de gente correta. Ele fez isso também”, disse Riva.

De acordo com o deputado, o vereador está sendo denunciado ao partido e a sigla vai ter que dar uma posição a respeito.

“Não é perseguição ao Toninho de Souza, mas quem deve tem que pagar. Eu não gosto de adentrar nesse assunto porque logo surgem comentários de que estou tentando tapar o sol com a peneira. Não, não estou defendendo o João, acho que ele foi ingênuo em determinados momentos, como naquela questão das gravações e não estou aqui para fazer juízo. Casa um é dono de suas atitudes, então, que pague por elas”, argumentou.

Momento

O deputado disse que havia defendido a entrega do dossiê no auge do processo de cassação, mas reconheceu que foi melhor esperar para não dizer que estavam tentando tirar o foco de João Emanuel.

“Achei louvável a atitude dele (João Emanuel), quando ele decidiu que não iria renunciar e que enfrentaria de cabeça erguida o processo de cassação para depois se defender. E é isso que ele está fazendo agora, preparando todas as provas para revelar à sociedade cuiabana quem são os vereadores que o extorquiram durante esse episódio", disse.

Outro lado

O MidiaNews tentou contato com o vereador Toninho de Souza, mas as chamadas foram remetidas para a caixa postal.

Imprimir