Imprimir

Imprimir Notícia

2 Jun 2014 - 13:21

Queda nas vendas para o mercado externo fazem preço da carne bovina cair ao consumidor

 As vendas enfraquecidas em para o mercado internacional estão levando alguns cortes de carne bovina chegar mais barato à mesa do consumidor mato-grossense. Com a maior oferta de carne bovina nos supermercados e açougues cortes, como a fraldinha, chegaram a recuar 2,84% no comparativo com abril.

De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), na semana do dia 18 a 24 de maio a arroba do boi gordo caiu 2,07%, levando-a a ficar abaixo de R$ 109. A queda no preço da arroba, segundo verificação do Instituto, está relacionada à demanda do mercado internacional por carne bovina no Estado. No início de maio o Peru, Egito, Irã e Argélia restringiram por 180 dias as compras de carne bovina de Mato Grosso e do Brasil, após a confirmação de um caso atípico do "Mal da Vaca Louca" no Estado, registrado no mês de abril.

“Sabe-se que se essa carne bovina não é ofertada no mercado internacional ela passa a abastecer o mercado interno, passando o mercado de uma situação de oferta ajustada para oferta abundante, pressionando ainda mais os preços ao longo da cadeia do boi gordo. Pode-se citar, ainda, que o efeito safra, caracterizado por ajustes negativos do valor da arroba, está motivando os bovinocultores de corte a ofertar mais boiadas no mercado, sendo mais uma força baixista do preço do boi gordo em Mato Grosso”, esclarece o Imea, através de seu boletim semanal da bovinocultura, divulgado no dia 26 de maio.

Na terceira semana de maio o preço médio do quilo da carne bovina em Cuiabá ao consumidor era encontrado a R$ 16,97, 1,17% a mais que os R$ 16,77 verificados em abril. Contudo, a pesquisa de preço feita pelo Imea revela que cortes como o filé mignon caíram 0,60%, de R$ 26,91 para R$ 26,74. O coxão mole de R$ 17,92 em média no mês de abril para R$ 17,67. Já o coxão duro de R$ 16,27 para R$ 16,04.

O patinho foi outro que apresentou queda de preço de R$ 16,79 em média o quilo em abril para R$ 16,40. A costela caiu de R$ 8,48 o quilo para R$ 8,39 em média. A fraldinha que custava em torno de R$ 15,63 o quilo em abril no mês de maio era vista a cerca de R$ 15,18.

Já o lagarto, apesar de leve, caiu de R$ 15,93 em média para R$ 15,70. A capa de filé de R$ 12,43 em abril para R$ 12,08.

Imprimir