Imprimir

Imprimir Notícia

16 Jun 2014 - 15:25

Envios de commodities em maio cresceram 6,23%, frente o ano passado

 Os embarques mensais estão ganhando fôlego em Mato Grosso. No mês de maio US$ 1,722 bilhão em produtos deixaram o Estado com destino a algum país. O montante é 6,23% superior aos US$ 1,621 bilhão do mês em 2013. A maior queda é do milho com 61,9% a menos de negócios gerados.

De acordo com a Balança Comercial do Agronegócio, divulgada na última semana pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), 3,025 milhões de toneladas entre grãos, carnes e demais produtos de origem vegetal e animal deixaram Mato Grosso em maio de 2014. O volume supera as 2,820 milhões de toneladas do ano passado.

O complexo soja é o responsável por US$ 1,522 bilhão das negociações de maio. O desempenho é 5,3% maior que os US$ 1,445 bilhão do ano passado. Com o fim da colheita no início de abril, as exportações do complexo soja ganharam fôlego de vez. No quinto mês de 2014 deixaram o Estado 2,948 milhões de toneladas com destino ao exterior, volume maior que as 2,739 milhões de toneladas de 2013.

Somente em soja em grão foram US$ 1,247 bilhão, 5,05% a mais que os US$ 1,187 bilhão de 2013. Em termos de volume o salto foi de 2,739 milhões para 2,948 milhões de toneladas.

As carnes somaram US$ 131,5 milhões, 8,4% a mais que os US$ 121,2 milhões do mês em 2013. O desempenho pode ser considerado positivo diante as restrições de embarque provenientes do Peru, Egito, Argélia e também da Rússia, que ainda perdura.

Milho

O milho continua com queda em suas negociações, em decorrência a recuperação da safra nos Estados Unidos, maior produtor do cereal no mundo, assim como da soja. Em maio o recuo das negociações foi de 61,9%, de US$ 2,481 milhões para US$ 945,9 mil. Em termos de volume decréscimo de 8,931 mil toneladas para 3,284 mil toneladas

Algodão

O algodão começa a dar sinais de recuperação nas exportações com a retomada de compra, principalmente da China. Em maio foram US$ 41,502 mil em algodão adquiridos em Mato Grosso contra os US$ 33,003 mil do ano passado. Um aumento de 25,7%. Em volumes o salto foi de 17,182 mil toneladas para 21,124 mil toneladas.

Imprimir