Imprimir

Imprimir Notícia

29 Mar 2014 - 10:50

Polícia prende dois traficantes com droga e R$ 13,2 mil no Médio-Norte

 Dois traficantes foram presos pela Polícia Civil com 4,5 kg de pasta-base e R$13.200, em notas de 100 reais, duas motocicletas e produtos característicos de preparo e embalo de entorpecentes para comercialização. Os suspeitos Alexandro Bordini Fachina, 35, foi detido em Nova Olímpia (207 km a Médio-Norte) e na sequência, Janio Celso Viana Fonseca, 35, em Barra do Bugres (168 km a Médio-Norte). As prisões ocorreram na quarta-feira (26.03), sob a coordenação do delegado Raimundo Ramonilson Carneiro Bezerra.

Uma denúncia anônima foi registrada na Delegacia de Polícia de Nova Olímpia informando que em uma casa no Bairro Itamaraty havia movimentação suspeita. E ainda, que o suposto morador não se relacionava e não era conhecido pelos vizinhos.

Diante das informações, o delegado de polícia titular de Barra do Bugres, Raimundo Ramonilson, que está respondendo também por Nova Olímpia, determinou diligências para verificação das informações.

Em monitoramento, os policiais confirmaram as suspeitas e quando o alvo Alexandro saía da casa em uma motocicleta, realizaram a abordagem. O suspeito carregava uma bolsa carregada com 2 kg de pasta-base. Em buscas no interior da residência, a equipe localizou mais 2,5 kg, escondido atrás do fogão. Dentro de uma geladeira desligada, os policiais encontraram sacos plásticos e fitas adesivas, utilizados na embalagem de porções menores de droga, ácido bórico e uma balança de precisão.

Durante as diligências, o telefone celular de Alexandro tocava insistentemente e, mesmo o suspeito afirmando que se tratava de um tio, os policiais verificaram que se tratava de uma negociação em andamento. Em posse das informações, outra equipe foi designada para encontrar o suspeito no local marcado, em Barra do Bugres.

“Para a surpresa dos investigadores, a pessoa do outro lado da linha se tratava de Janio, um dos maiores traficantes de Barra e região”, afirmou Ramonilson. Segundo o delegado, com o mesmo foi apreendida a quantia de R$ 13,2 mil.

Os dois presos foram conduzidos à Delegacia de Nova Olímpia e em interrogatório, Alexandro confessou a posse do entorpecente apreendido. Ele alegou que não conhecia Janio, sendo esta a primeira negociação entre eles e que dinheiro seria o valor cobrado pela venda ilegal dos 2 kg de pasta-base, encontrados em sua bolsa.

O suspeito Janio se resguardou em seu direito de permanecer calado, pronunciando-se apenas em juízo. Ele é reincidente no crime. Já esteve preso por tráfico de drogas estava no semiaberto.

Imprimir