Imprimir

Imprimir Notícia

29 Mar 2014 - 11:04

PF prende 16 traficantes e apreende maconha, coca e haxixe

 A Polícia Federal prendeu 19 pessoas, durante a deflagração da Operação Arcanjo, nesta sexta-feira (28). A ação de combate ao tráfico de drogas foi desenvolvida em Mato Grosso e em outros quatro estados.

Dois acusados já se encontravam recolhidos no sistema prisional em Rondonópolis (212 km ao Sul da Capital), segundo balanço final divulgado pela PF, no final da tarde de hoje.

O objetivo da ação, que contou com apoio da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar de Mato Grosso, era desarticular uma quadrilha de traficantes que operava em Mato Grosso, Goiás, Maranhão, Piauí e Bahia.

Rondonópolis, inclusive, foi o local com maior número de prisões e apreensões: 10 presos, quatro veículos, seis armas e 1.192 gramas de substâncias entorpecentes, sendo 130 gramas de haxixe e 1 quilo de de pasta-base de cocaína.

Na Capital, três foram presos e duas armas foram apreendidas. Em Poconé (100 km ao Sul de Cuiabá), um foi preso e três veículos foram apreendidos. Em Cáceres (225 km a Oeste da Capital), cinco foram presos, um veículo e uma arma foram apreendidos.

Na Bahia, a PF tentou cumprir três mandados de prisão. Um dos supostos envolvidos já se encontrava no sistema prisional. Os demais não foram localizados.

Em Goiás, quatro mandados de prisão foram expedidos. A Polícia Federal localizou apenas duas pessoas.

O esquema

Segundo a Polícia Federal, a investigação começou em agosto de 2013, com o auxílio da Polícia Militar em Mato Grosso e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), e resultou na apreensão de 65 kg de cocaína e 4 kg de maconha, além da prisão de seis envolvidos e da apreensão de um menor.

Traficantes de Rondonópolis adquiriam cocaína e maconha que eram, então, enviadas e distribuídas para outros estados, bem como para o mercado local.

A PF apurou, ainda, que os fornecedores são das cidades de Cáceres e Mirassol, no Oeste de Mato Grosso, e contavam com intermediários em Rondonópolis.

Imprimir