Imprimir

Imprimir Notícia

2 Abr 2014 - 10:04

São Felix do Araguaia: Após calotes e obras paralisadas, prefeitura rescinde contrato com empreiteira responsável pela UPA

A obra da primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Norte Araguaia esteve envolvida em diversas polêmicas neste ano, desde atrasos, paralisações e até mesmo um possível calote da empreiteira no comercio de São Félix do Araguaia. Na eminencia de que a empresa não teria condições de tocar a obra, conforme o contrato, a prefeitura decidiu por rescindir o mesmo.

A oficialização ocorreu nesta segunda-feira, dia primeiro, no gabinete do prefeito Antônio Baú. O contrato foi fechado em outubro, mas a empresa vencedora acabou sendo vendida e os novos proprietários não conseguiram cumprir com a responsabilidade, não apenas no Norte Araguaia, mas em diversas cidades do país.

Um novo processo licitatório deve ser aberto nos próximos dias para substituir o contrato. Não há previsão para que as obras, paralisadas há pelo menos dois meses, sejam retomadas. Cumprindo os prazos legais de uma licitação, elas só devem ocorrer no segundo semestre do ano.

Além de parar a obra, a empresa teria deixado um rastro de dívidas no comércio de São Félix do Araguaia. Na maioria são empresas de materiais de construção, que cederam equipamentos para os trabalhos ao longo de alguns meses. Nenhum representante da empresa, que teria sede em Curitiba, no Paraná, foi localizado para comentar o assunto.

Imprimir