Imprimir

Imprimir Notícia

3 Abr 2014 - 08:12

Cerca de 400 km de asfalto precisam ser refeitos em Várzea Grande (MT)

 Cerca de 400 quilômetros do asfalto de ruas e avenidas da cidade de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, vão precisar ser refeitos, de acordo com a Secretaria de Infraestrutura do município. A declaração foi feita pelo secretário da pasta, Gonçalo Barros. No entanto, o trabalho de pavimentação deve ser feito aos poucos, já que a prefeitura não teria condições financeiras para o serviço.

Os inúmeros buracos em ruas e avenidas são alvos constantes de reclamações de moradores da cidade. Várzea Grande passa por obras de mobilidade da Copa do Mundo, que consequentemente alteraram o trânsito em vários trechos.
Anteriormente, ruas e avenidas que interligam Cuiabá e Várzea Grande se transformaram em rotas de desvio. A principal obra é a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), projetado para sair da região do Aeroporto até o Centro Político Administrativo. Os trilhos do VLT vão passar pelos canteiros centrais da avenida da FEB.
Segundo a secretaria, a cidade possui um calendário de obras, porém, depende de recursos e prazos. O secretário afirma que serviços de tapa buracos estão sendo feitos constantemente, mas reconhece que a cidade possui inúmeros problemas estruturais, não somente de asfalto.

''Nós somos reconhecidos como a cidade do buraco. Temos uma malha viária totalmente comprometida com base e sub-base acabadas, sem manutenção e drenagem. E se você não fizer pelo menos o tapa buraco nas vias internas dos bairros e em algumas avenidas, fica sem condição nenhuma de trafegabilidade”, afirmou.
Conforme a Secretaria de Infraestrutura, em 2013, 90 quilômetros de asfalto foram refeitos. Neste ano a prefeitura pretende refazer 60 quilômetros. ''Infelizmente não dispomos de condições orçamentárias para resolver em um ou dois anos. Várzea Grande está passando por um momento de reconstrução", concluiu.

Imprimir