Imprimir

Imprimir Notícia

8 Ago 2014 - 13:59

Jaime afirma não ter "mágoas" e nega apoio a Rui Prado

“Não tenho outra saída. Estou neste grupo e vou cumprir o papel assumido com ele”, disse

 O senador Jaime Campos (DEM) afirmou, nesta sexta-feira (8), que os episódios que o levaram a desistir de sua candidatura à reeleição já fazem "parte do passado".

Ao MidiaNews, ele afirmou que não guarda "nenhuma mágoa" e também negou que tenha decidido apoiar o produtor rural Rui Prado (PSD), candidato a senador.

O anúncio da desistência do democrata ocorreu no dia 21 de julho e, entre os argumentos, ele citou em carta-renúncia falta de unidade e de ética do grupo de oposição comandado pelo candidato ao Governo, Pedro Taques (PDT).
"Não tenho mágoas. Não sou homem de guardar mágoa ou rancor de ninguém. Sou despojado. Até certo ponto, estava de forma desconfortável e me senti no direito de largar a candidatura"
Desde então, ele havia se imposto uma "quarentena", se afastando da atividade político-partidária.

“Não tenho mágoas. Não sou homem de guardar mágoa ou rancor de ninguém. Sou despojado. Até certo ponto, estava de forma desconfortável e me senti no direito de largar a candidatura”, afirmou.

De acordo com o senador, os problemas internos não o afastarão do processo eleitoral, ainda que participe de forma menos efetiva.

“Eu participo de uma coligação partidária, onde existem um candidato ao Governo e outro ao Senado. Portanto, permaneço nela. Eu estou um pouco afastado, cuidando da vida, mas vou ajudar a apoiar”, completou.

Questionado se pedirá votos ao seu substituto na chapa, o vice-prefeito de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá), Rogério Salles (PSDB), Jaime afirmou que o apoio faz parte do compromisso que firmou com o grupo.

“Não tenho outra saída. Estou neste grupo e vou cumprir o papel assumido com ele”, disse.

Apoio à coligação

O senador também rebateu manifestações de outros candidatos ao Senado, de que poderia apoiá-los. Entre eles, está o produtor rural Rui Prado (PSD), da coligação “Viva Mato Grosso”, liderada pelo candidato ao Governo do Estado, deputado estadual José Riva (PSD).

“Isso não tem fundamento. O doutor Rui Prado me visitou para me pedir apoio, assim como o Wellington Fagundes (PR). Eu participo de uma coligação e estou incorporada a ela. Eu vou votar nos candidatos da minha coligação. Não tem essa. Eu fui claro ao Rui sobre isso. Agora, afinidade com todos é o que não falta”, afirmou.

Imprimir