Imprimir

Imprimir Notícia

5 Dez 2019 - 10:49

"Não há data para STF julgar caso Suiá Missú", destaca advogado de associação

Apesar da confirmação de que o STF (Supremo Tribunal Federal) aceitou o recurso do advogado da Associação dos Produtores da “Suiá Missú” para que o caso seja revisto, ainda não há data para que o julgamento aconteça.

O advogado Luiz Alfredo Abreu conversou com as equipes dos sites Agência da Notícia é Repórter Agro e destacou que os ministros do supremo julgam por demandas. '“Realmente pode demorar bastante”, confirmou.

A decisão dos ministros quanto processo de desocupação da “Suiá Missú” servirá de parâmetro para outros casos semelhantes no Brasil, como a desocupação da área da reserva Raposa Serra do Sol.

O advogado encaminhou um documento ao presidente da República, Jair Bolsonaro, relatando o histórico do processo, o que classificou como injustiças cometidas e a necessidade de pacificação e segurança jurídica.

Cerca de sete mil pessoas foram retiradas da antiga área da Fazenda “Suiá Missú”, entre os municípios de Alta Boa Vista, São Félix do Araguaia e Canabrava do Norte, depois que a justiça entendeu que a região pertence aos índios Xavantes.

Imprimir