Imprimir

Imprimir Notícia

24 Fev 2020 - 09:21

Ex-vice-governador de MT tenta na Justiça suspender dívida com gráfica

O ex-vice-governador de Mato Grosso, Carlos Fávaro (PSD), interpôs um recurso (embargos á execução) tentando suspender o pagamento de uma dívida, já reconhecida pela Justiça, cobrada pela Gráfica Print, que tem sede em Cuiabá. Os autos não revelam o valor do débito, nem os argumentos apresentados por Fávaro.
 
Em despacho publicado nesta quarta-feira (19), o juízo da 3ª Vara Cível de Cuiabá, onde tramita os autos, deu 15 dias para a Gráfica Print se manifestar sobre o recurso interposto por Carlos Fávaro.
 
“Nos termos da legislação vigente impulsiono estes autos para intimar o(s) advogado(s) da parte requerida para, no prazo de 15 dias, querendo, apresentar(em) impugnação a petição de embargos a execução, postulando o que entenderem de direito. Nada Mais”, diz trecho do recurso.
 
Segundo informações do processo, a Gráfica Print já interpôs uma petição no processo exigindo que a Justiça reconheça a prática de “ocultação de bens”, além de “negociação simulada”, por parte de Carlos Fávaro, que teria negociado uma área de 750,00 has – sem no entanto pagar o débito devido à empresa.
 
Em decisão do dia 27 de janeiro de 2020, porém, o juiz Jorge Alexandre Martins Ferreira explicou que a área já havia sido negociada antes da propositura da ação pela Gráfica Print.
 

Imprimir