Imprimir

Imprimir Notícia

16 Jun 2020 - 09:27

Prefeito municipal de Santa Terezinha emite nota de esclarecimento referente a saúde do município.

Na última semana, o site Agência da Notícia recebeu supostas informações referente a atual administração do município de Santa Terezinha.

O relato foi emitido por Cleber, vereador de Santa Terezinha. Cleber declarou que o prefeito Euclesio Ferretto não está realizando as promessas feitas. “ Já estamos a mais de 90 dias convivendo com esta pandemia do COVID-19 pelo mundo, e o município de Santa Terezinha se quer tem feito o dever de casa por parte do prefeito.

O mesmo não equipo as unidades de saúde, de equipamentos, insumos, contratação de mais profissionais, medicamentos para farmácia básica, comprar ambulância equipada para transporte de pacientes, trazer de volta ao município a ambulância furgão Mercedes Benz, doada pelo estado de Mato Grosso, que já tem um ano sem servir a nossa população, hoje o município só conta com duas ambulâncias pequenas, Fiat Strada adaptadas, que não condiz com a realidade do nosso município. O problema não é dinheiro, e má gestão, e também má vontade de atender bem os nossos usuários do SUS. "Temos um mal gestor, e um gestor mal" finalizou Cleber.

Em resposta ao questionamento o prefeito municipal de Santa Terezinha Euclesio Ferretto afirmou que “Primeiro que recebemos muitos débitos, folha salarial atrasada, previdência própria, INSS, plantões médicos e laboratoriais, energia elétrica, contas de telefone, sindicatos dos servidores públicos municipais, sintep, consignados, consórcio de saúde (cisax), medicamentos, prestadores de serviços, além de diversos fornecedores. 

Uma frota depreciada e sem manutenção. De lá para cá já recuperamos muitos veículos, maquinários e equipamentos que estavam sem condições de uso. Além disso adquirimos aproximadamente 700 mil de equipamentos para a saúde, dentre eles dois consultórios odontológicos. Também duas ambulâncias, três camionetes, uma Van, uma embarcação fluvial, e outros. Fora isso, o que está garantindo o andamento da saúde municipal são os recursos em forma de custeio, captados nessa gestão, pois somente com recursos próprios não conseguiríamos. Então o que estão falando não condiz com a realidade.

Agora em tempos de pandemia já adquirimos respiradores, EPIs, medicamentos, contratamos profissionais, fomos um dos primeiros municípios a fazer a barreira sanitária de orientação e acompanhamento, adequamos uma ala para isolamento no hospital e reservamos um dos PSFs exclusivamente para receber pacientes positivados. No entanto o município recebeu apenas 53 mil reais destinados para o combate ao COVID-19 e só um respirador custa mais de 70 mil reais, ou seja, é impossível fazer tudo, infelizmente, mas estamos tentando o máximo possível. 

Sobre a ambulância Mercedes, a mesma foi para a empresa licitada e não conseguiram resolver o problema, após isso foi para concessionária para analisarem o problema. Encontraram o problema e já está sendo resolvido. 

Quero ressaltar também que o auxílio financeiro que foi aprovado para os municípios é para repor as percas na arrecadação e não exclusivamente para enfrentamento ao COVID-19, como muitos estão pensando. Existem normas para utilizá-lo. 

Para finalizar agradecemos a todos que tem colaborado e apoiado as ações realizadas no município. Somos gratos a Deus por até este momento não termos nenhum caso positivo ainda, destacou Euclesio”.

Assim Euclesio Ferretto finalizou a nota oficial emitida a população e ao site Agência da Notícia.

Imprimir