Imprimir

Imprimir Notícia

20 Jun 2020 - 09:34

USDA projeta desaceleração do mercado de carne

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) projetou uma desaceleração do mercado de carnes devido à pandemia do novo coronavírus. O USDA colocou as importações dos 10 principais compradores de carne abaixo de suas compras de 2019, mostrando uma queda de quase 1%. 

Nesta nova projeção, apenas China e Japão manteriam uma taxa de crescimento positiva, embora significativamente menor do que o projetado antes do Covid-19. No caso da China, estima-se que o crescimento das importações em 2020 seja de 15% (menos da metade crescimento esperado nas primeiras projeções), o que representa uma redução de quase 500.000 toneladas em comparação com as projeções pré-pandêmicas, informou o AgroFy News. 

Além da China, o Japão manteria uma taxa de crescimento positivo de suas importações de carne bovina de 2%, enquanto o restante dos principais importadores do mundo reduziria suas compras de carne de países terceiros. 

Enquanto em suas projeções para o mês de janeiro o USDA estimou um crescimento nas exportações de carne bovina (considerando os 10 principais exportadores mundiais) de quase 7%, as projeções subsequentes apresentam as exportações deste ano abaixo das correspondentes a 2019, com queda de 2%. De acordo com essa nova estimativa do USDA, apenas 3 países manteriam taxas de crescimento em suas exportações durante 2020: Canadá (12%), Brasil (8%), México (2%), enquanto todos os outros países exportadores alcançariam níveis das exportações abaixo do ano de 2019, com as quedas mais acentuadas em queda: Austrália (-19,5%), Argentina (-11,5%), Nova Zelândia (-2%) e Uruguai (-1,5%) . 

Imprimir