Imprimir

Imprimir Notícia

24 Jun 2020 - 09:34

Balsa do Rio Xingu não tem previsão para retornar as atividades de travessias na MT-322

O principal meio de ligação entre a região Araguaia/Xingu e o Norte do estado de Mato Grosso, a balsa indígena que faz a travessia de veículos leves e pesados no Rio Xingu não tem previsão de voltar às atividades.

A informação foi confirmada pela prefeitura de São José do Xingu. Devido à pandemia do Coronavírus os indígenas estão em isolamento, temendo alastramento ainda maior do vírus.

A balsa “Estradeiro I” e o rebocador “Estradeiro II”, utilizados na travessia do rio Xingu, no município de São José do Xingu, suspenderam as atividades de travessia na MT-322 no final do mês de março. A medida foi adotada como prevenção e combate ao avanço do Coronavírus (Covid-19) em Mato Grosso.

As embarcações são mantidas pela comunidade da etnia Kayapó, que decidiu suspender as atividades por tempo indeterminado, a fim de preservar a segurança e saúde dos indígenas da região, especialmente da reserva indígena “Capot Jarina”.

Imprimir