Imprimir

Imprimir Notícia

25 Jun 2020 - 08:40

Dilmar entrega liderança do governo e pede expulsão do DEM em caráter irrevogável

O deputado estadual Dilmar Dal’Bosco (DEM) entregou nesta quarta-feira (24) um pedido para deixar o posto de líder do governo de Mauro Mendes (DEM) na Assembleia Legislativa. Ele também pediu a expulsão do partido Democratas em caráter irrevogável por estar descontente com ‘algumas situações’.
 
O pedido para deixar a liderança foi confirmado por fontes ligadas ao deputado, que não atendeu as ligações feitas pela reportagem, por ter ido, segundo a sua assessoria, para uma de suas fazendas no interior do Estado, onde o sinal de telefone celular é fraco.

Se sair do partido sem uma janela partidária, Dilmar pode perder o cargo de deputado estadual para a legenda. Por isso, o parlamentar solicita que seja expulso pela agremiação. A justificativa, de acordo com documento que Olhar Direto teve acesso, é de ordem pessoal.


À reportagem, o ex-governador Júlio Campos, um dos principais líderes do DEM no Estado, confirmou que o parlamentar se queixou de alguns problemas, mas explicou que sua saída não foi oficializada e que uma reunião para contornar o problema será feita amanhã.
 
“Ele realmente está chateado com algumas situações, mas não é nada oficial. Vamos nos reunir amanhã para contornar isso, pois o Dilmar, que já foi presidente do partido, é muito importante para o DEM”, disse.
 
No cargo de líder do Governo desde fevereiro do ano passado, quando assumiu seu terceiro mandato na Assembleia Legislativa, Dal’Bosco tem mostrado insatisfação em dividir a liderança com a atuação em sua base.

Imprimir